O conjunto de “fracassos” na resposta das autoridades policiais aos incidentes da final da Liga dos Campeões de futebol em Paris causou “graves danos à imagem de França”, revela um relatório do governo.

No documento sobre os factos de 28 de maio, o delegado interministerial para os Jogos Olímpicos Paris2024 e grandes eventos lamenta as “cenas altamente mediatizadas de operações para restaurar a ordem (…) que levantaram dúvidas aos observadores estrangeiros sobre a capacidade da França organizar os grandes eventos desportivos”, pelas quais será responsável no futuro.

A final, na qual o Real Madrid venceu o Liverpool, por 1-0, ficou marcada por um cenário de caos em volta do estádio, mas sem feridos graves a lamentar.

Antes do jogo, dezenas de adeptos tentaram entrar à força no recinto, escalando barreiras para o conseguir, obrigando à intervenção da polícia que dispersou a multidão com gás lacrimogéneo.

Entres outras sugestões no documento de 30 páginas, Michel Cadot propôs à primeira-ministra Elisabeth Borne a criação de um órgão nacional de direção dos eventos desportivos internacionais de grande interesse, nos moldes do que já existe para os Jogos Olímpicos de Paris, “recomendações” que a governante decidiu “implementar sem demora”.

Sobre os motivos do fracasso, são apontadas diversas “disfunções” na preparação do evento, sendo as responsabilidades repartidas pelos distintos atores.

É apontado uma “rutura” no dispositivo de controlo de segurança que causou “sofrimento” aos organizadores e polícia para realizarem o seu trabalho, criando-lhes “problemas de execução” das suas missões.

Ainda assim, o maior problema citado foi o “excesso de público sem bilhetes ou com ingressos falsificados, em proporções sem precedentes”.

Numa primeira versão do Ministério do Interior, foram indicados cerca de 35.000 a 40.000 adeptos ingleses nestas condições perto do estádio, contudo neste relatório é sugerido que se “relativizem” esses números.

Pela positiva, é destacado o facto de 97% dos espetadores terem assistido normalmente ao jogo, enquanto as ‘fan zones’ instaladas no exterior do Stade de France funcionaram sem qualquer perturbação da ordem pública.

Ainda assim, cerca de 80 pessoas foram detidas por tentarem roubar bilhetes junto de adeptos ingleses e espanhóis.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.