Com Liverpool, Chelsea e Manchester City no primeiro pote, a Inglaterra encara em posição de força o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões desta quinta-feira no Mónaco, onde os clubes madrilenos, Real Madrid e Atlético, são os clubes a evitar no segundo pote.

Liverpool sonha com Istambul

Ao derrotar o Tottenham na final em Madrid (2-0), em junho, o Liverpool certificou a tomada de poder a nível europeu do futebol inglês após cinco anos de domínio espanhol (2014-2018).

Mas "isso é só o começo", declarou o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp. E o sorteio organizado pela UEFA nesta quinta-feira é a primeira etapa de um caminho que pode levar os Reds à final em Istambul, no dia 30 de maio de 2020.

A metrópole turca traz voas lembranças para o Liverpool. Foi lá que o popular clube inglês conquistou em 2005 o título da Champions após uma final histórica contra o AC Milan, que chegou a ter 3-0 de vantagem.

"Carregamos o peso da história para reproduzir isso. Será um objetivo, mas será difícil", prevê Klopp.

Ingleses mandam no sorteio

Graças às condições de cabeças de série, Liverpool (atual campeão europeu), Chelsea (campeão da Liga Europa) e Manchester City (campeão inglês) podem esperar um sorteio mais clemente.

Esse estatuto garante-lhes que não defrontem na fase de grupos outros gigantes como Barcelona, Juventus, Paris Saint-Germain ou Bayern de Munique, nem o Tottenham, já que clubes do mesmo país não podem cair no mesmo grupo.

Olhando para este cenário, não se pode descartar uma avalanche inglesa nos oitavos de final da prova. Chelsea, embora não tenha se reforçado devido a punições da FIFA, Liverpool e Manchester City são favoritos a ir longe na competição, assim como o Tottenham.

Espanha quer retomar a coroa

Diante do poderio inglês, os espanhóis sonham em retomar a coroa perdida. É o caso principalmente do Real Madrid, campeão de três das últimas quatro edições da Champions e que trouxe de volta o técnico Zinedine Zidane para alcançar esse objetivo, gastando mais de 300 milhões de euros em reforços para esta temporada.

"O futebol espanhol tem sempre o seu espaço", garantiu Zidane, negando a ideia de um fim de ciclo para os clubes da La Liga.

Assim como o Real, o Atlético de Madrid também caiu nos oitavos de final da Champions na temporada passada. E, como o rival merengue, o Atlético não poupou gastos, trazendo a jóia portuguesa João Félix por 126 milhões de euros.

Como os dois clubes madrilenos estão no pote 2 do sorteio, são boas as chances de um dos dois fazer parte do grupo da morte da competição nesta temporada.

O Barcelona, atual campeão espanhol e membro do pote 1 do sorteio, também se reforçou para a nova temporada ao trazer o atacante francês Antoine Griezmann (120 milhões de euros) e espera pelo fim da novela Neymar. O objetivo de Messi e companhia é claro: reconquistar a Champions e apagar a humilhante derrota nas meias-finais no ano passado, quando sofreu uma dura reviravolta do Liverpool (3-0, 0-4).

Juve, Bayern e PSG atentos aos troféu

Embora clubes como Ajax e Tottenham dêem uma renovada imagem no quadrangular final da Champions, o título continental parece estar reservado para um grupo selecto de clubes.

Entre eles estão a Juventus, finalista em 2015 e 2017, eliminada nos quartos de final na temporada passada, apesar de contar com o reforço de Cristiano Ronaldo, artilheiro histórico da competição.

O astro português sonha em erguer a 'Orelhuda' com um terceiro clube diferente, depois de realizar o feito com Manchester United e Real Madrid.

O tradicional Bayern de Munique também almeja o título, apesar de saber que o menor investimento em relação aos outros gigantes dificulta a missão.

O último dos grandes favoritos é o Paris Saint-Germain. O clube francês, porém, sabe que precisará de primeiro resolver a novela Neymar, que tem um pé no Barcelona, antes de poder focar-se de vez no sonho de conquistar pela primeira vez a Champions.

Veja como estão os potes para o sorteio da Champions

Pote 1

Liverpool (ING., atual campeão europeu)

Chelsea (ING., campeão da Liga Europa)

Barcelona (ESP.)

Manchester City (ING.)

Juventus (ITÁ.)

Bayern de Munique (ALE.)

PSG (FRA.)

Zenit São Petersburgo (RÚS.)

Pote 2

Real Madrid (ESP.)

Atlético de Madrid (ESP.)

Borussia Dortmund (ALE.)

Nápoles (ITÁ)

Shakhtar Donetsk (UCR.)

Tottenham (ING.)

Benfica (POR.)

Ajax* (HOL.)

Pote 3

Lyon (FRA)

Bayer Leverkusen (ALE.)

Salzburgo (ÁUT.)

Olympiacos (GRÉ.)

Club Brugge* (BÉL.)

Valencia (ESP.)

Inter de Milão (ITÁ.)

Dínamo Zagreb (CRO.)

Pote 4

Lokomotiv de Moscovo (RÚS.)

Genk (BÉL.)

Galatasaray (TUR.)

RB Leipzig (ALE.)

Atalanta (ITÁ.)

Lille (FRA.)

Estrela Vermelha (SÉR.)

Slávia Praga* (R. CH.) ou Cluj* (ROM.)

As equipas acima assinaladas com asterisco (*) ainda terão de disputar nesta quarta-feira a 2.ª mão do play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.