"O que espero, e estou seguro que vai acontecer é um Porto muito mais equilibrado e mais personalizado do que em jogos anteriores. Espero isso", afirmou hoje o treinador do FC Porto, Jesualdo Ferreira, em conferência de imprensa, em Madrid.

"É essa a mensagem que passámos aos jogadores. Temos mais três jogos até ao fim deste período e queremos fazê-los com qualidade e sobretudo com resultados", disse ainda.

Em declarações aos jornalistas na véspera do encontro da sexta e última jornada do Grupo D, no Vicente Calderón, Jesualdo Ferreira disse que independentemente do contorno do jogo, o FC Porto parte para o desafio de terça-feira "exactamente com as mesmas responsabilidades".

Em causa está, explicou, o prestígio do clube do dos seus jogadores, bem como o dinheiro que representa uma vitória - 800 mil euros - o que leva a que aumente a exigência.

"Não creio que seja necessário fazer mais do que fizemos em todos os outros 32 jogos da Champions que já disputámos. Não é preciso apelar a um quadro emocional, mas sim a questões tácticas e a formas de actuar", explicou.

O treinador do FC Porto considera que a sua equipa tem estado em crescimento, e que joga em Madrid contra uma equipa que procura a qualificação, sublinhando que o clima "diferente de outros jogos" deixa antever a probabilidade de "um bom jogo".

"Pode ser o pronuncio de um bom jogo, de um jogo dividido, de um jogo de alegria, sem muitos nervos mas que sobretudo apela à qualidade e bom ambiente", disse.

"Mas todas estas razões não nos afastam do rumo de seriedade e exigência e de presença numa liga dos campeões onde o Porto tem prestigio a defender", afirmou.

Jesualdo Ferreira endereçou ainda algumas palavras para o seu colega do Atlético de Madrid, Quique Flores, que felicitou pelo profissionalismo que demonstrou na época passada em Portugal, ao serviço do Benfica.

Ainda assim rejeitou qualquer sugestão, como a feita pelo treinador espanhol, de que o FC Porto vá "abordar este jogo com segundas linhas".

"Temos uma equipa formada para o jogo de amanhã. O Porto, sempre que entra a jogar, seja em que competição for, tem sempre a melhor equipa em campo", disse.

"Nesta perspectiva, o Porto vai apresentar uma equipa que será ideal para discutir o jogo com o Atlético de Madrid e ganhá-lo", disse.

Jesualdo Ferreira recordou que "algumas coisas mudaram, tanto no Atlético de Madrid como no Porto", desde a última vez que as duas equipas se confrontaram, nos oitavos-de-final da edição passada da Liga dos Campeões.

"A subida do Porto é notória, era o que esperava do trabalho que temos vindo a fazer. Nos últimos jogos temos feito golos, ganhado jogos", afirmou.

"O Porto está numa fase de equilíbrio, claramente de subida. Jogo a jogo vamos construir a equipa que queremos para ganhar e conquistar os nossos objectivos", disse, admitindo "problemas pontuais" como o caso de Rolando.

Aos jornalistas, o defesa portista Fucile destacou a qualidade da linha avançada do Atlético de Madrid, que enfrenta "uma das melhores defesas da Europa", num jogo que vai ser "interessante".

"Queremos jogar bem e ganhar. Fazer um bom jogo e levar os três pontos", afirmou o uruguaio.

"O Porto está a crescer. É um grupo praticamente novo. O que posso destacar, é que o treinador e todos nós trabalhamos muito. Isso vai dar frutos, cedo ou tarde. Esperamos que amanhã seja um jogo de cinco estrelas", disse ainda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.