O Sporting foi derrotado, esta quarta-feira, frente ao Marselha por 2-0, em partida a contar para a quarta jornada do grupo H. Guendouzi, aos 20 minutos, e Aléxis Sanchéz, aos 30 fizeram os golos dos gauleses.

Com esta derrota, o Sporting caiu para o terceiro lugar do grup D, com os mesmos pontos do Marselha. No outro jogo do grupo, o Tottenham venceu o Frankfurt por 3-2. Os ingleses lideram agora o grupo.

Para esquecer, definitivamente para esquecer, a exibição do Sporting em Alvalade frente ao Marselha, num jogo em que a equipa de Rúben Amorim nunca se encontrou.

O naufrágio da equipa leonina começou cedo, logo aos 20 minutos, depois da expulsão de Esgaio. Jogo praticamente tirado a papel químico do encontro em Marselha, em que os leões se viram a jogar com menos um bem cedo na partida depois da expulsão de Adán.

No que diz respeito às apostas iniciais, Rúben Amorim fez duas alterações, com Franco Israel e Coates a entrarem para os lugares de Adán (castigado) e St. Juste (lesionado). No lado da equipa de Igor Tudor, Valentin Rongier reforçou o miolo dos franceses e saiu Cengiz Under.

O Sporting parece ter ficado condicionado pelo encontro de há uma semana em França, já que  o Marselha mostrou-se mais esclarecido logo desde os momentos iniciais da partida.

A equipa orientada por Igor Tudor colocou o seu jogo em campo e começou por criar perigo logo num pontapé de canto direto, mas Franco Israel controlou a trajetória da bola.

Os leões tinham muita dificuldade em manter a posse, perante a maior agressividade do adversário, o Marselha estava mais forte, mais vertical. Com os nervos à flor da pele, a equipa verde e branca praticamente dinamitou a possibilidade de discutir a partida ao minuto 20.

Esgaio começou por ver um primeiro cartão amarelo ao minuto 16´: Só que o jogador foi novamente imprudente, quatro minutos volvidos, numa entrada sobre Harit na área e foi expulso. Na conversão, Guendouzi não falhou e fez o primeiro golo da patida. Israel ainda se esticou, mas a bola só parou no fundo das redes.

Amorim mexeu, tirando Morita de campo e lançou Fatawu para o lado direito. Se o leão já estava a ter bastantes dificuldades, pior ficou quando se viu a jogar com menos um. Alexis Sánchez tentou de longe, mas parou a bola Franco Israel.

A nível ofensivo o leão demonstrava uma enorme inoperância e voltou a sofrer mais um golo. Harit conseguiu fugir pela direita, fez um passe atrasado e o chileno encostou para o segundo da partida.

Para que se perceba a incapacidade do leão em criar perigo, só ao minuto 36´, o Sporting conseguiu o primeiro remate enquadrado à baliza. Foi Trincão, mas fácil para Pau López.

Amorim mexia, tentando mudar as dinâmicas da equipa, tirou Coates (lesão) e Edwards e lançou Sotiris e Marsá. O Marselha voltou a tentar criar perigo, Veretout disparou à baliza, parou a bola Adán.

Na segunda parte, Amorim lançou Nazinho e retirou Trincão de campo, mas a toada manteve-se. Com os franceses em ritmo de passeio e a controlarem a partida. Noite absolutamente catastrófica, uma semana depois de outra noite para esquecer no Velodrome.

Logo na primeira jogada da segunda parte, Matheus Reis, em excelente posição para finalizar, atirou ao lado da baliza. Mas depois desse fogacho dos leões, o Marselha voltou a assumir o comando do encontro.

Ao minuto 56´, os franceses criaram novamente perigo: Jonathan Clau cruzou atrasado para Harit , que finalizou com a bola a passar ao lado da baliza de Adán. Os leões defendiam num 5-4-0, e mostravam-se incapazes de incomodar a defensiva dos franceses. Mas o cenário ainda ficou mais negro, depois de Pedro Gonçalves ter sido expulso. O jogador do Sporting viu dois cartões amarelos, o primeiro por falta e o segundo por protestos.

O Marselha, em modo gestão, virou costas ao jogo, certamente com o jogo frente ao PSG, para a Ligue 1, na cabeça, contentando-se com a vantagem de dois golos.

O leão nunca pareceu estar em campo, voltou a comprometer com uma expulsão numa fase inicial do jogo, e não teve capacidade para responder às adversidades.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.