Apesar de Jorge Jesus ter dito ontem que vencer o Lyon seria “normal”, o Benfica deixou hoje uma imagem muito pálida perante o público que se deslocou ao Estádio Gerland para ver a vitória tranquila e justa dos da casa por 2-0.

Os campeões nacionais entraram em campo demasiado nervosos e pertenceram aos franceses as primeiras iniciativas de jogo e maior tempo de posse de bola perante um Benfica demasiado receoso.

Aos 20’, Michel Bastos, pela esquerda, surpreendeu Roberto com um remate rasteiro ao poste e no seguimento da jogada assistiu Briand, que no centro da área e liberto de marcação cabeceou sem hipóteses para o guarda-redes espanhol do Benfica. Estava inaugurado o marcador.

Com o golo acentuou-se o mal-estar benfiquista, com a equipa a revelar-se incapaz de segurar a bola e a mostrar-se inconsequente nas saídas para o ataque. Briand apareceu novamente solto e com espaço para rematar, mas saiu fraco o disparo do francês.

Não fossem já imensas as dificuldades sentidas pela equipa de Jorge Jesus e Gaitán resolveu piorar as coisas: em dois lances escusados e infantis acabou por ver dois amarelos e o consequente vermelho, deixando a equipa a jogar com dez durante todo o segundo tempo.

E na entrada para os segundos 45’, Lisandro deu desde logo o mote ao rematar com perigo para a primeira das muitas e boas defesas que o espanhol Roberto viria a fazer. Aos 48’ Lisandro falhou escandalosamente o 2-0 a passe de Briand, com a defesa do Benfica a ver jogar.

O Benfica tremia e Briand voltou a apontar ao poste. Tal como no primeiro golo, a bola ficou jogável, Roberto ainda evitou o golo mas já não teve forças para se opor ao toque vitorioso de Lisandro López à beira da linha de golo.

Até ao fim, o Olympique de Lyon geriu o esforço e resultado, fez descansar Lisandro e Michel Bastos e permitiu concluir que na cidade francesa esteve um Benfica totalmente bloqueado perante o futebol dos franceses e em que apenas Roberto pareceu desperto, a par da incansável entrega de Fábio Coentrão.

Deixa muito a desejar a exibição encarnada em Lyon, sem o fulgor que Jorge Jesus recordou do jogo do ano passado com o Marselha. Com esta derrota, o Benfica continua a somar os mesmos três pontos e vê o Lyon distanciar-se (9 pontos), acompanhado do Schalke 04, que esta noite também venceu o Hapoel.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.