O Mónaco, treinado por Leonardo Jardim, ganhou hoje por 3-1 em Berna ao Young Boys, enquanto o APOEL, orientado Domingos Paciência, bateu na Dinamarca o Midtjylland, por 2-1, para a Liga dos Campeões.

Na primeira mão da terceira ronda preliminar destaca-se ainda o 'nulo' consentido pelo Fenerbahçe, de Vítor Pereira, ante o Shakhtar Donetsk, a comprometer o apuramento da equipa turca para o 'play-off' de acesso à fase de grupos.

Depois da excelente campanha na última época na 'Champions', o Mónaco continua em bom plano e hoje conseguiu chegar ao 3-1 em Berna, em jogo que contou com a presença de João Moutinho, Ricardo Carvalho e o estreante Ivan Cavaleiro no onze inicial.

Ivan Cavaleiro viria a sair aos 71 minutos, rendido pelo argentino Carrillo, autor do segundo golo da sua equipa, logo na primeira vez que recebeu a bola.

O marcador só se ativou aos 64 minutos, quando Kurzawa adiantou os monegascos. Carrillo ampliou aos 72 e volvidos dois minutos Nuzzolo reduziu. O 3-1 final foi fixado por Pasalic, aos 75 minutos, deixando o Mónaco muito bem encaminhado para seguir em frente.

A vitória fora na Dinamarca abre também boas perspetivas ao APOEL de Nicósia e a Domingos Paciência. Pelo APOEL, que contou com os portugueses Luís Leal, Mário Sérgio e Nuno Morais, bisou Tomas de Vincenti, aos 30 e 33 minutos, com os dinamarqueses a reduzir somente aos 88 minutos, por Jakob Poulsen.

Mal esteve o Fenerbahçe, agora orientado por Vítor Pereira e com três internacionais portugueses em ação: Bruno Alves, Nani (substituído aos 79 minutos) e Raul Meireles (entrou aos 77). O jogo, que foi arbitrado pelo português Jorge Sousa, interessava especialmente ao Sporting, já que o afastamento dos ucranianos – ou do Mónaco - colocaria a equipa lisboeta como cabeça de série no sorteio dos 'play-off'.

Em Atenas, vitória do Panathinaikos, só que por números que não dão razões para confiar demais. A equipa de Zeca viaja agora até à Bélgica com uma vantagem tangencial de 2-1.

A equipa grega, com o português a titular, esteve em desvantagem desde os dez minutos (golo de Boli Bolingoli-Mbombo) até aos 37 (quando Marcus Berg empatou). Nikos Karelis, de grande penalidade, aos 65 minutos, deu a vantagem mínima aos gregos.

O Videoton, de Filipe Oliveira, empatou em casa com o BATE Borisov, por 1-1, o mesmo resultado que se registou entre o Dínamo de Zagreb, de Eduardo, Ivo Pinto e Paulo Machado, e o Molde.

Paulo Machado esteve em destaque pelas piores razões, já que foi expulso quando estava a ser substituído, por gestos obscenos.

Empate também no CSKA Moscovo - Sparta de Praga (2-2), com Marco Paixão em ação pela equipa checa.

O Viktoria Plzen bateu o Maccabi Telavive, por 2-1, e o Skenderbeu o Milsami Orhei, por 2-0 - vitória fora de casa, nos dois casos.

Resultados 1.ª mão/3.ª pré-eliminatória

CSKA Moscovo (RUS) 2-2 Sparta Praga (CHE)
Midtjylland (DIN) 1-2 APOEL (CHP)
Milsami (MOL) 0-2 Skenderbeu (ALB)
Maccabi Tel Aviv (ISR) 1-2 Plzen (CHE)
Fenerbahçe (TUR) 0-0 Shakhtar (UCR)
Panathinaikos (GRE) 2-1 Club Brugge (BEL)
Young Boys (SUI) 1-3 Monaco (FRA)
Videoton (HUN) 1-1 BATE (BLR)
D. Zagreb (CRO) 1-1 Molde (NOR)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.