O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, considerou hoje que a nomeação do árbitro Pedro Proença para dirigir a final da Liga dos Campeões “enche todos de alegria e orgulho”.

«É o reconhecimento, ao mais alto nível, das qualidades de Pedro Proença e daqueles que o têm acompanhado, que terão a oportunidade de dirigir o mais importante jogo entre clubes da Europa e, certamente, o mais mediatizado do mundo», afirmou o dirigente federativo ao sítio da FPF na Internet.

Para Fernando Gomes, este é «o momento (…) de estender esta congratulação à arbitragem portuguesa, que, apesar das constantes criticas internas, continua a dar mostras de vitalidade e qualidade, sendo objeto de admiração internacional».

O árbitro português Pedro Proença foi nomeado, pela UEFA, para dirigir o encontro entre Bayern de Munique e Chelsea, da final da Liga dos Campeões, agendada para o próximo sábado, em Munique, pelas 20h45 locais (19h45 em Lisboa).

O juiz será coadjuvado pelos compatriotas Bertino Miranda e Ricardo Santos (árbitros assistentes) e o espanhol Carlos Velasco Carballo (quarto árbitro), com os internacionais lusos Jorge Sousa e Duarte Gomes como árbitros assistentes suplementares, enquanto Tiago Trigo será o árbitro assistente de reserva.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.