José Mourinho reconheceu que a ausência de Sneijder (por lesão) no Inter não teve uma solução à altura e que esse factor acabou por desequilibrar decisivamente a partida. "Sem dúvida que o Sneijder é mais importante para nós do que o Messi para o Barça. O Pedrito não é um Messi, mas tem o mesmo tipo de jogo. O Barça jogou muito, mas muito bem", disse o técnico nerazzurri no final do encontro.

Embora tenha mencionado a existência de um penálti por assinalar a favor dos campeões italianos, Mourinho frisou que isso não coloca em causa a justiça do resultado: "É uma vitória sem discussão possível. O jogo do Barça é de grande intensidade."

"Há jogadores únicos em Barcelona. Xavi e Iniesta são únicos no mundo. Nós não temos outro Sneijder e o Barça foi muito superior", acrescentou Mourinho.

As contas do apuramento para a equipa do técnico português estão agora um pouco mais complicadas, pois necessita pelo menos de um empate com o Rubin Kazan para manter vantagem sobre os russos e esperar que o Dínamo Kiev não vença o Barcelona. Já uma vitória na Rússia será suficiente para os italianos assegurarem a presença nos oitavos-de-final da Champions.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.