No dia 15 de março 2014, o treinador do Benfica, Jorge Jesus, fazia a antevisão do jogo entre Nacional e Benfica relativo à 23ª jornada do campeonato.

O nome do técnico era, na altura, falado para substituir Spalletti no Zenit de S. Petersburgo. Saiu então, entre os jornalistas, a necessária pergunta: Jorge Jesus tinha ou não sido contactado pelo Zenit?.

E o treinador surpreendeu. Para explicar que não era ele, Jorge Jesus colocou outro nome ao barullho Começou por dizer que provavelmente não devia dizer o que acabou por dizer. O escolhido era André Villas-Boas e não ele.

Isto porque tinham falado ao telefone e “o André” tinha-lhe dito “que ia para lá”, portanto não podia ser ele.

“Se calhar não vos deveria dizer isto, e também não sei se é verdade. Falo com o André porque sou amigo dele. Falo várias vezes com ele, e ontem tivemos vários minutos a falar ao telefone. O que ele me disse é que ia para lá portanto não posso ser eu. Ele vai porque eu falo com ele”, disse, entre risos.

E a verdade é que a notícia se confirmou. Recorde o vídeo com o momento.

Esta terça-feira, os dois treinadores, ou melhor, os dois amigos, defrontam-se pela oitava vez. Nos registos históricos, André Villas-Boas leva vantagem. Em sete confrontos contra Jesus, ganhou por quatro vezes e perdeu as restantes três. Note-se que duas das derrotas de Villas-Boas foram como treinador da Académica.

O jogo Benfica – Zenit está agendado para as 19h45 desta terça-feira, e é relativo ao Grupo C da Liga dos Campeões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.