A receção do FC Barcelona ao Manchester City, que marca um segundo regresso do treinador Pep Guardiola ao Nou Camp, é o jogo grande da terceira jornada da Liga dos Campeões em futebol, na terça e quarta-feira.

Num embate que também deverá assinalar a volta ao ‘onze’ catalão do argentino Lionel Messi, que se lesionou a 21 de setembro face ao Atlético de Madrid e jogou 35 minutos face ao ‘Depor’, no sábado, fechado a goleada (4-0), o ‘Barça’ parte como favorito.

Com Messi junto a Luis Suárez e Neymar, a equipa em que alinha o português André Gomes procura manter o pleno de triunfos no Grupo C, depois do 7-0 ao Celtic e da difícil vitória por 2-1 no reduto do Borussia Mönchengladbach.

Por seu lado, o City, que trará na baliza o ex-‘catalão’ Claudio Bravo, soma quatro pontos, já que se ficou por um empate a três na Escócia, não dando sequência à goleada por 4-0, com três do argentino Agüero, na receção aos germânicos.

Além de se defrontarem dois dos conjuntos mais fortes do ‘velho continente’, o embate marca novo regresso de Guardiola a Nou Camp, onde em 2014/15, ao comando do Bayern Munique, perdeu por 3-0, por culpa de uma exibição para a lenda de Lionel Messi, que não se cansa de considerar o melhor do Mundo.

No sábado, e enquanto o ‘Barça’ goleou, o City perdeu dois pontos na receção ao Everton (1-1), num embate em que falhou duas grandes penalidades – Kevin de Bruyne e Agüero, que já falhara dias antes pela Argentina -, e foi alcançado na liderança do campeonato inglês pelo Arsenal.

Na ronda de fecho da primeira volta da fase de grupos, destaque ainda para a receção do Bayer Leverkusen ao Tottenham, no equilibrado Grupo E, e a deslocação da Juventus ao reduto do Lyon, de Anthony Lopes, e do Atlético de Madrid, de Tiago, a Rostov.

Os outros mais fortes candidatos ao apuramento jogam quase todos em casa, nomeadamente o Paris Saint-Germain e o Arsenal (Grupo A), o Nápoles (B), o Bayern Munique (D), de Renato Sanches, o Real Madrid (F), de Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão, e o Leicester (G).

De todos, os ‘merengues’, detentores do título e vencedores de 11 troféus, parecem ser os que têm a tarefa mais facilitada, esperando-se uma goleada no Bernabéu, e mais golos para Ronaldo, que recebe a visita do Legia Varsóvia.

Quanto às equipas lusas, o Sporting joga em casa, mas tem o encontro mais difícil, com os alemães do Borussia Dormund, de Raphaël Guerreiro, no Grupo F, enquanto o Benfica atua no reduto do Dinamo de Kiev (B), de Antunes, e o FC Porto na aparentemente acessível casa do Club Brugge (G).

Quanto ao Mónaco, de Leonardo Jardim, mais Bernardo Silva e João Moutinho, desloca-se a casa do CSKA Moscovo, depois de ter vencido o Tottenham por 2-1, em Wembley, e empatado a um na receção ao Bayer Leverkusen, com um tento nos descontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.