Carlo Ancelotti acaba de ser despedido do Nápoles, depois de apurar a equipa para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os napolitanos anunciaram há momentos a rescisão do contrato, num comunicado publicado nas suas plataformas digitais.

"O Nápoles decidiu retirar o cargo de treinador da primeira equipa a Carlo Ancelotti", escreveu na rede social Twitter o clube napolitano

O ambiente e a relação entre Ancelotti e a direção já era maus, depois de o Nápoles ter estado nove jogos sem vencer. Um ciclo quebrado esta terça-feira, com a vitória por 4-0 sobre o Genk e consequente apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

Depois do jogo, Ancelotti já tinha admitido que não sabia se poderia estar no banco de suplentes no próximo sábado, para a Liga Italiana. O técnico sublinhou que ia falar ainda hoje com o presidente do clube, o problemático Aurelio De Laurentiis, que decidiu despedir o treinador.

A imprensa italiana escreve que Gennaro Gattuso poderá ser o substituto de Ancelotti no banco do Nápoles.

O técnico italiano vinha ser bastante contestado pelos resultados caseiros, já entrou em rota de colisão com o problemático presidente, Aurelio De Laurentiis, num ambiente de 'cortar a faca', com os jogadores e a direção de costas voltadas.

Os napolitanos terminam no segundo lugar do seu grupo da Liga dos Campeões com 12 pontos, menos um que o Liverpool. O Salzburgo, com sete, foi relegado para a Liga Europa, o Genk está fora das provas da UEFA.

O Nápoles é 7.º na Liga Italiana, com 21 pontos em 15 jogos. A equipa já está a 17 pontos do líder, Inter Milão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.