O técnico do Shakhtar Donetsk, clube que ficou no mesmo grupo do FC Porto na Liga dos Campeões, regressa ao Porto este mês, depois de ter estado em Braga na época passada na mesma prova, e o romeno revelou que tem uma ligação emocional à cidade Invicta.

«Vou aproveitar para rever velhos amigos», disse o treinador de 66 anos.

O treinador da formação ucraniana atribui o favoritismo ao FC Porto, equipa que venceu a Liga Europa, campeonato nacional, Taça de Portugal e Supertaça, e desvalorizou a saída de alguns jogadores importantes como Falcao.

«Uma coisa posso já garantir, o FC Porto está igual mesmo sem o Falcão. É uma equipa muito forte, que não mudou nada pois o segredo do FC Porto é a continuidade. Fica tudo na mesma, tenham saído jogadores ou treinadores. É por isso que sei que vamos ter pela frente um jogo muito complicado. Um futebolista nunca é uma equipa e, com o presidente que têm, continuam a ser um clube muito forte. Aliás, Pinto da Costa é um grande amigo», explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.