Jorge Nuno Pinto da Costa voltou a criticar a arbitragem liderada pelo espanhol Antonio Mateu Lahoz, juiz que dirigiu o Liverpool 2-0 FC Porto, da primeira-mão dos quartos-de-final da 'Champions'. Em declarações aos jornalistas, à margem da inauguração da exposição dos 70 anos da Secção de Bilhar do FC Porto no Museu do clube, o líder dos azuis-e-brancos mostrou-se convicto na vitória mas pede uma arbitragem isenta desta vez.

"A expectativa para o jogo da Liga dos Campeões é sempre pela positiva, esperar vencer, e mais uma vez assim acontecerá. Sabemos que é difícil, contra uma das grandes equipas europeias. Estamos em desvantagem até por factos alheios ao próprio jogo, mas vamos acreditar sempre e é com esse espírito que estaremos na quarta-feira", afirmou Pinto da Costa.

Os ‘dragões’ perderam em casa do Liverpool, por 2-0, na primeira mão, recebendo os ‘reds’ na quarta-feira.

"A perspetiva é sempre vencer, sabemos que é difícil, porque o Liverpool é uma das grandes equipas europeias. Estamos em desvantagem, mas vamos sempre acreditar. É com essa ideia que vamos a jogo", afirmou.

À margem da inauguração da exposição da secção de bilhar no Museu do FC Porto, Pinto da Costa disse que não acha “normal nem anormal” a nomeação do árbitro holandês Danny Makkelie para o jogo da segunda mão, pois "seja holandês, chinês ou espanhol”, espera que “atue dentro da normalidade e que siga as regras”.

"Agora o que acho é que o que se passou em Liverpool foi nefasto demais para poder aceitar de cara alegre, ainda por cima numa prova tão importante como a ‘Champions League’ e que já está nos quartos de final", disse ainda.

A primeira-mão desta eliminatória dos quartos-de-final da Liga dos Campeões ficou marcada por muitas críticas do FC Porto a arbitragem liderada por Mateu Lahoz. Os 'dragões' pediram penáltis em três ocasiões (dois casos em que a bola bateu nos braços dos jogadores do Liverpool e uma queda de Filipe num lance com Alexander-Arnold. Ficou ainda por mostrar um vermelho direto a Salah, que teve uma entrada dura na perna de Danilo mas o juiz espanhol, bem posicionado, marcou apenas falta.

A UEFA nomeou o holandês Danny Makkelie para apitar a receção do FC Porto ao Liverpool, na quarta-feira, da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol.

Makkelie, de 36 anos e internacional desde 2011, será assistido pelos compatriotas Mario Diks e Hessel Steegstra, enquanto o grego Tasos Sidiropoulos desempenhará as funções de quarto árbitro e Pol van Boekel a de videoárbitro, coadjuvado por Jochem Kamphuis.

O holandês volta a dirigir um jogo dos ‘dragões' esta temporada, depois de ter estado na visita dos campeões nacionais ao terreno da AS Roma, em 12 de fevereiro, na primeira mão dos oitavos de final da ‘Champions', que os italianos venceram por 2-1.

Ao todo, será a sétima vez que Makkelie vai arbitrar um encontro com clubes ou seleções portuguesas, tendo apitado a derrota do Sporting na casa do Borussia Dortmund (1-0), em 2016/17, na fase de grupos da Liga dos Campeões, e quatro jogos da seleção nacional.

O holandês esteve no ‘nulo’ entre Itália e Portugal, em novembro de 2018, na terceira jornada do grupo 3 da Liga das Nações A, nos triunfos nas deslocações à Hungria (1-0) e Irlanda do Norte (4-2), na qualificação para os Mundiais de 2018 e 2014, respetivamente, e no particular com a França, em Lisboa, que os campeões mundiais venceram por 1-0.

O FC Porto recebe o Liverpool na quarta-feira, às 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto, e precisa de recuperar de uma desvantagem de 2-0 consentida na semana passada em solo inglês, na primeira mão dos ‘quartos', para manter-se na principal competição europeia de clubes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.