O Real Madrid, detentor do troféu, vai defrontar o Nápoles nos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol, ditou esta segunda-feira o sorteio, que foi mais favorável – mas pouco - ao Benfica do que ao FC Porto.

O tricampeão nacional defronta os alemães do Borussia Dortmund, que na fase de grupos foram corresponsáveis pelo afastamento do Sporting das competições europeias e nos quais alinha Raphael Guerreiro, enquanto o FC Porto mede forças com a Juventus, reeditando a final da Taça das Taças de 1984, vencida pelos italianos, por 2-1.

O Real Madrid, recordista de títulos na prova, com 11 troféus conquistados, também vai defrontar um adversário que deixou marcas em outra equipa portuguesa na primeira fase, designadamente, o Benfica, que perdeu os dois jogos frente ao Nápoles, por 4-2, em Itália, e 2-1, em Lisboa.

O líder da Liga espanhola, em que alinham os internacionais portugueses Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão, é claro favorito, perante uma equipa que tem como ponto alto da carreira europeia a vitória na Taça UEFA, em 1989, numa altura em que tinha como referência o ‘astro’ argentino Diego Maradona.

O confronto entre o Bayern Munique, no qual joga o médio português Renato Sanches, e o Arsenal, assume-se como um ‘clássico moderno’, com os dois clubes a prepararem-se para se defrontar pela terceira vez em cinco anos, com vantagem para os alemães, que eliminaram os ingleses em 2013 e 2014.

O treinador do Arsenal, o francês Arsene Wenger, esperaria, talvez, que a vitória no respetivo grupo – o que aconteceu pela primeira vez em cinco épocas – o poupasse ao embate com um dos ‘colossos’ do futebol europeu, situação idêntica à que viverá o Mónaco.

A equipa francesa, treinada pelo português Leonardo Jardim e na qual alinham os internacionais lusos João Moutinho e Bernardo Silva, terá pela frente o Manchester City, sem passado europeu de relevo, mas que procura, pela mão do treinador espanhol Pep Guardiola, construir um futuro mais distinto.

Ao Paris Saint-Germain saiu-lhe uma das ‘favas’ do sorteio, os espanhóis do FC Barcelona, que tem nas suas ‘fileiras’ o médio português André Gomes e se sagrou cinco vezes campeão europeu, registo apenas igualado pelo Liverpool e o Bayern Munique e superado por AC Milan, com sete troféus, e o Real Madrid.

Considerado um dos mais fortes candidatos à conquista do título, o Barcelona, no qual se destaca o argentino Lionel Messi, não traz boas recordações aos franceses, que, nas últimas quatro temporadas, foram eliminados por duas vezes pelos catalães nos quartos de final da prova.

O Atlético de Madrid, finalista vencido na época passada e com três finais perdidas na sua história, uma das quais no Estádio da Luz, em 2014, também frente ao rival Real Madrid, vai continuar à procura do seu primeiro título, mas para isso a equipa do português Tiago precisa de ultrapassar o Bayer Leverkusen.

O Leicester, sensacional campeão inglês e único estreante no lote de 16 finalistas, tem uma boa oportunidade para continuar a fazer história, depois de ter vencido o grupo que integrava o FC Porto, apesar da goleada por 5-0 sofrida na última jornada, no Estádio do Dragão.

Menos fogoso nesta época, o 14.º colocado da Liga inglesa vai defrontar os espanhóis do Sevilha, no qual alinha o defesa português Daniel Carriço e que desta vez escapou ao seu ‘destino’ de disputar a Liga Europa, prova que venceu nos últimos três anos, com o Benfica a assumir-se como uma das vítimas, em 2014.

Os jogos da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões disputam-se a 14/15 e 21/22 de fevereiro de 2017 e os da segunda mão a 07/08 e 14/15 de março.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.