O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, disse hoje que a Juventus "vai ter dificuldades" para bater a sua equipa na quarta-feira, em jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol.

Sérgio Conceição reconheceu o poderio do conjunto italiano, no qual joga o português Cristiano Ronaldo, mas assumiu a ambição do FC Porto em "conseguir uma vitória" no desafio que se disputa no estádio do Dragão.

"São uma equipa forte, mas vão ter dificuldades frente a um FC Porto com mentalidade vencedora, com capacidade de perceber o que tem de fazer para ir à procura do resultado positivo, que é a vitória", disse o técnico dos 'dragões', na projeção da partida.

O treinador 'azul e branco' desvalorizou comentários sobre um eventual momento de forma menos positivo da Juventus, lembrando que é "uma das equipas com mais presenças nas fases finais da Liga dos Campeões".

"Nos últimos oitos jogos sofreu apenas dois golos. É uma equipa consistente e sólida, com jogadores que se conhecem bem e com uma mentalidade própria dentro da equipa e do clube. Recentemente, 'só' ganharam 3-0 ao Barcelona", alertou o treinador do FC Porto.

Sérgio Conceição reconheceu Cristiano Ronaldo como um dos jogadores decisivos na formação italiana, mas preferiu colocar o foco no coletivo do adversário, sublinhand que "toda a equipa foi alvo de análise".

"A qualquer momento o Cristiano pode decidir o jogo. Por isso é que é o melhor do mundo. Temos de ser sólidos e coesos, à imagem do que temos feito na Liga dos Campeões. Sabemos que é um jogador que remata como ninguém e, apesar de em outras zonas do campo não ser tão importante, no último terço é fabuloso. Temos isso trabalhado, faz parte da nossa análise a um coletivo de altíssimo nível", disse Sérgio Conceição.

Nesta toada, o treinador do FC Porto desabafou que "não vale a pena massacrar Cristiano Ronaldo com elogios", reconhecendo que o internacional luso "é um orgulho para todos os portugueses e já faltam adjetivos para o qualificar".

"Se é o melhor de sempre? Para ele não é importante, e para mim como treinador e para o FC Porto também não. Temos de aplaudir ter um atleta de elevado nível que vai ficar eternizado, porque realmente é diferenciado", rematou.

Sobre a postura que terá a sua equipa neste desafio, o treinador dos 'dragões' apontou que, "defrontando uma equipa poderosa e de qualidade, será preciso em alguns momentos defender num bloco mais baixo", mas admitiu que, apesar dos resultados menos positivos nas provas nacionais, a equipa está "emocionalmente estável".

"Estamos completamente focados neste jogo. Analisámos os erros e sabemos onde temos de melhorar. Estes jogos dos oitavos de final são de altíssimo nível e ao mínimo pormenor pode perder-se. É essencial que a concentração competitiva esteja no máximo", vincou.

O técnico do FC Porto lamentou, ainda assim, a densidade competitiva a que sua equipa tem sido sujeita, lembrando que fez "cinco jogos com um intervalo de três dias", reiterando a ideia de que os calendários devem ser revistos.

"São situações que temos de analisar antes dos campeonatos. Agora não há nada a fazer, temos que disputar as competições em que estamos envolvidos, mas convém ter umas reuniões para planear bem, porque assim prejudica a participação das equipas portuguesas nas competições europeias", rematou Sérgio Conceição.

Para este desafio com a Juventus, os 'dragões' ainda não podem contar com Marcano, Mbaye e Nanu, todos a recuperarem de problemas físicos.

O FC Porto recebe esta quarta-feira a Juventus, em partida da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, agendada para as 20:00, que terá arbitragem do espanhol Carlos del Cerro Grande.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.