O Tottenham está com um 'pé e meio' nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Os londrinos venceram o Borussia Dortmund por 3-0, num jogo onde Mauricio Pochettino contou com a veia goleadora dos defesas para vencer

Num estádio de Wembley quase lotado, os 'spurs' entraram determinados em ganhar vantagem caseira. Mesmo sem as 'estrelas' Dele Alli e Harry Kane, a formação inglesa foi sempre melhor em campo. Os homens de Lucien Favre só criavam perigos em remates de longa distância mas Hugo Lloris mostrou-se atento.

Depois de um nulo no primeiro tempo, chegaram os golos. Logo aos 47 minutos o sul-coreano Heung-Min Son apareceu na cara de Burqui a desviar para o 1-0. O avançado a mostrar a sua preponderância no Tottenham, ele que esteve envolvido em 16 golos nos seus últimos 12 jogos pelos 'spurs': 11 golos, cinco assistências.

Com Raphael Guerreiro, melhor marcador do Dormtund na prova com quatro golos, a entrar apenas aos 88 minutos, os alemães raramente conseguiram criar lances de golo. O 3-5-2 de Mauricio Pochettino ia anulando as investidas contrárias e aproveitava os lances de bola parada, onde é muito forte, para fazer a diferença.

O 2-0 só apareceu aos 83 minutos e foi da autoria do central Jan Vertonghen, que esta noite jogou na ala esquerda. O belga apareceu na área a desviar um canto de Serge Aurier. E aos 88 minutos o espanhol Fernando Llorente, que começou no banco, fechou as contas do jogo, num cabeceamento após canto de Eriksen.

É a primeira vez que o Tottenham vence um jogo em casa na Champions, na fase a eliminar. Foi também a primeira vez, desde 2010/2011, que uma equipa inglesa venceu um jogo da primeira-mão em casa frente a um adversário inglês na Champions. O último tinha sido o Manchester United frente ao Schalke04.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.