O treinador dos franceses do Paris Saint-Germain (PSG), Thomas Tuchel, apresentou-se hoje otimista com a recuperação do avançado Kylian Mbappé para o jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões de futebol, diante da Atalanta.

O avançado gaulês, de 21 anos, lesionou-se num tornozelo na final da Taça de França, diante do Saint Étienne (vitória do PSG por 1-0) e estava em dúvida para a Liga dos Campeões, mas Thomas Tuchel deixou em aberto a possibilidade de contar com o atleta no ataque.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

“Se o Mbappé treinar bem hoje e se nada de extraordinário acontecer, ele estará com a equipa amanhã [quarta-feira]”, revelou Tuchel, em conferência de imprensa virtual de antevisão ao encontro, que se disputa no Estádio da Luz, em Lisboa, e inaugura uma inédita ‘final a oito’, criada devido à pandemia da covid-19.

Se, por um lado, Tuchel confirmou a ausência de Marco Verratti, por lesão, embora espere poder contar com o médio nas meias-finais, caso o PSG supere a Atalanta, o avançado argentino Mauro Icardi é opção para o encontro.

Thomas Tuchel, de 46 anos, avaliou a Atalanta como uma equipa que “ataca com muitos jogadores no meio-campo adversário, num estilo único” e afirmou que o PSG tem as suas “possibilidades de vencer, mas será difícil”, perspetivando “uma partida tática e mental”.

Vencer as finais da Taça da Liga e da Taça de França, disputadas após cerca de quatro meses de paragem devido ao surto do novo coronavírus, foi “importante” para criar “um espírito competitivo extraordinário”, segundo o técnico alemão, que abordou a pressão colocada em cima do avançado brasileiro Neymar.

“Neymar está sempre sob pressão. É difícil imaginar quanta pressão tem em cima, mas está acostumado. Estou convicto que fará um grande jogo”, frisou, garantindo também que a comitiva parisiense não está preocupada com os casos positivos de covid-19 no Atlético de Madrid, possível adversário nas meias-finais.

O futebolista Marquinhos, que atua tanto a defesa central como a médio defensivo, também marcou presença na conferência de imprensa de antevisão e considerou que o PSG está pronto para “fazer uma grande partida e vencer”.

“Há uma boa estratégia, penso que estamos prontos. Sabemos que há 90 minutos, queremos fazer uma grande partida e vencer”, ressalvou, deixando também elogios ao colega de equipa Ander Herrera: “É um jogador fortíssimo, de outro nível, habituado a jogar grandes jogos. É um jogador que dá o máximo pela equipa, com grande qualidade e obviamente é muito importante para nós”.

Atalanta, de Itália, e Paris Saint-Germain, de França, defrontam-se na quarta-feira, às 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, em jogo único dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, com o vencedor a defrontar nas meias-finais Leipzig ou Atlético de Madrid.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.