A UEFA analisa a 30 de Junho o recurso de José Mourinho ao castigo aplicado devido às declarações do treinador do Real Madrid após primeira mão das meias finais da Liga dos Campeões, disse à Lusa fonte do organismo.

José Mourinho, acusado de ter proferido declarações inapropriadas depois do jogo Real Madrid-Barcelona (0-2), de 27 de Abril, já referiu publicamente que não se conforma com o castigo por não conhecer o motivo e apresentou a contestação para o Comité de Apelo da UEFA.

O treinador do Real Madrid constituiu como advogado neste processo Jean-Louis Dupont, que se notabilizou no caso Bosman.

Mourinho foi suspenso por cinco jogos e multado em 50 mil euros pelo Comité de Disciplina da UEFA, na sequência de críticas à UEFA e ao seu alegado protecionismo ao Barcelona, a quem também não poupou críticas, insinuando que o clube catalão foi favorecido pelos árbitros para chegar aos títulos internacionais que conquistou.

Nesse jogo, Mourinho foi expulso na sequência do cartão vermelho mostrado ao internacional português Pepe e já não se sentou no banco na segunda mão, em Barcelona, que terminou empatado 1-1.

O Barcelona viria a conquistar a Liga dos Campeões depois de vencer o Manchester United na final de Wembley, em Londres, por 3-1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.