Os campeões alemães, onde alinha o português Ricardo Costa, perderam quarta-feira com o Manchester United (3-1), terminando o grupo atrás da equipa inglesa e do CSKA de Moscovo, segundo classificado.

"Trata-se de um caso de doping. Não será justo que o CSKA de Moscovo participe nos oitavos-de-final", referiu o director-geral do clube, Jurgen Marbach, acrescentando que o Wolfsburgo já contactou a UEFA.

Em resposta, o organismo que rege o futebol europeu revelou que o CSKA não será afastado da Liga dos Campeões, alegando que o medicamento encontrado nas amostras não justifica um castigo à equipa.

Dois jogadores do clube russo, Sergei Ignashevich e Alexei Berezutsky, foram submetidos a um controlo antidoping no final do encontro com o Manchester United (3-3), tendo acusado consumo de Sudafed, um medicamento que contém um derivado da pseudoefedrina.

O Sudafed, utilizado para combater a constipação, não figura na lista de substâncias dopantes da UEFA, mas a sua utilização deve ser comunicada ao delegado do organismo, procedimento que o médico do clube não terá seguido.

Os jogadores foram suspensos provisoriamente e aguardam que o médico do clube seja convocado pela UEFA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.