O médio espanhol Xavi Hernández fez hoje o seu último jogo pelo FC Barcelona, despedindo-se com o seu quarto título de campeão europeu de futebol e um recorde de 151 jogos na Liga dos Campeões.

Aos 35 anos, Xavi entrou no decorrer do jogo no Estádio Olímpico de Berlim, substituindo Iniesta aos 78 minutos da final que opôs o 'Barça' e Juventus, bem a tempo de subir à tribuna de honra e erguer a taça com a braçadeira de 'capitão'.

Das cinco vitórias do FC Barcelona na Liga dos Campeões/Taça dos Campeões, Xavi esteve em quarto, aquelas que os catalães conquistaram entre 2006 e 2015, e despede-se com 151 jogos na principal prova europeia de clubes, mais um do que o seu compatriota Iker Casillas, guarda-redes do Real Madrid, e mais nove do que Raúl González, outro espanhol.

Campeão mundial pela Espanha em 2010 e europeu em 2008 e 2012, Xavi chegou ao 'Barça' aos 11 anos e estreou-se em 1998 na equipa principal. Após 17 épocas, deixa o seu clube de sempre com 25 títulos, dos quais oito de campeão espanhol.

Símbolo de uma equipa que marcou o futebol mundial na última década e expoente máximo do seu futebol coletivo, Xavi despe a camisola 'blaugrana' após 767 jogos oficiais, um recorde absoluto do clube catalão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.