O Zenit venceu hoje a Atlantic Cup, ao vencer os suecos do Orebro por 4-3 nas grandes penalidades, após empate 1-1 no tempo regulamentar.

O treinador do Zenit, o português André Villas-Boas, apostou num esquema tático de 4-3-3, que incluiu no ‘onze’ o internacional português Danny, o antigo jogador do FC Porto Hulk e os ex-benfiquistas Axel Witsel, Javi Garcia e Garay, e a equipa russa chegou ao golo aos quatro minutos, num remate de calcanhar de Dzyuba, na pequena área, após incursão rápida e cruzamento de Hulk na direita.

Aos 09 minutos, o Zenit esteve perto do segundo, mas a barra evitou o golo de cabeça de Javi Garcia, na sequência de um canto apontado por Hulk, situação que se repetiria aos 39 minutos, mas desta vez com o guarda-redes Jacob Rinne a defender a cabeçada do ‘trinco’ espanhol.

O Orebro sentiu dificuldades para chegar à baliza russa em toda a primeira parte, exceção feita para um lance aos 14 minutos, no qual Robert Ahman Persson rematou fraco à figura do guarda-redes Yuriy Lodyguin.

Aos 41 minutos, foi Danny a ter o golo nos pés, após uma grande combinação de todo o ataque do Zenit, mas o internacional luso tentou o chapéu e a bola saiu por cima da baliza sueca, onde o guarda-redes voltou a defender o remate de Shatov, aos 45 minutos.

O Zenit foi para o descanso a vencer por apenas um golo e, no arranque do segundo tempo, viu como o Orebro chegar ao empate num cabeceamento de Kalle Holmberg (53 minutos), que foi mais rápido do que a defesa russa a responder a um cruzamento da direita.

Hulk, aos 75 minutos, tentou o remate em força, mas o guarda-redes sueco defendeu, naquele que foi o último grande lance de perigo até ao apito final e a decisão do vencedor ir para as grandes penalidades.

Na decisão da marca dos 11 metros, o guarda-redes do Zenit foi o grande protagonista, ao defender duas das grandes penalidades e permitir que a sua equipa vencesse por 4-3, depois da igualdade 1-1 no tempo regulamentar.

Jogo no Estádio Algarve, em Faro.

Orebro – Zenit, 1-1 no final dos 90 minutos regulamentares (3-4 no desempate por grandes penalidades).

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Artem Dzyuba, 04 minutos.

1-1, Kalle Holmberg, 53.

Grandes penalidades:

1-0, Daniel Nordmark.

1-1, Hulk.

2-1, Kalle Holmberg.

2-2, Maurício.

2-2, Robert Ahman Persson (defesa de Yuriy Lodyguin).

2-3, Alexandre Kokorin.

3-3, Jacob Rinne.

3-4, Javi Garcia.

3-4, Brendan Hines-Ike (defesa de Yuriy Lodyguin).

Equipas:

- Orebro: Jacob Rinne, Daniel Bjornqvist, Erik Moberg, Mikael Almeback, Logi Valgardsson, Alhassan Kamara, Nordin Gerzic,Robert Ahman Persson, Daniel Gustavsson, Martin Broberg e Kalle Holmberg. Jogaram ainda: Sebastian Ring, Daniel Nordmark e Brendan Hines-Ike.

Treinador: Alexander Axen.

- Zenit: Yuriy Lodyguin, Alexandre Anyukov, Ezequiel Garay, Nicolas Lombaerts, Domenico Criscito, Javi Garcia, Axel Witsel, Oleg Shatov, Hulk, Artem Dzyuba e Danny. Jogaram ainda: Luís Neto, Alexandre Kokorin, Yuriy Zhyrkov, Maurício, Artur Yusupov e Payel Dolgov.

Treinador: André Villas-Boas.

Árbitro: Hélder Lamas.

Ação disciplinar: Nada a assinalar.

Assistência: cerca de 200 espetadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.