Ricardo Sá Pinto, esta época treinador do Belenenses, manteve a sua 'estrelinha' na Liga Europa de futebol e levou a equipa do Restelo à vitória sobre o Gotemburgo, vice-campeão sueco, por 2-1.

O jogo, da primeira mão da terceira pré-eliminatória, coloca a equipa azul com alguma vantagem na eliminatória, ao passo que o Vitória de Guimarães, também hoje em ação, está um pouco pior, após derrota por 2-1 na Áustria, com o Altach.

Sá Pinto continua sem derrotas em casa na competição - quando foi técnico do Sporting, ganhou cinco jogos e empatou um e agora junta uma vitória pelo novo clube, no Restelo.

Destaque no jogo do Restelo para o veterano Carlos Martins, a bisar na partida (23 e 41). A derrota dos líderes da Liga sueca foi atenuada por Haitan Aleesami.

Na Áustria, o Vitória de Guimarães chegou a estar a perder por dois golos mas reduziu aos 71 minutos, golo de Tozé. Apontaram pelo Altach Louis Clement Ngwat-Mahop, aos 24, e Joahnes Aigner, aos 50, de grande penalidade.

O resultado mais desnivelado do dia, e certamente a grande surpresa, foi a derrota do Sampdoria em Génova com o Vojvodina, da Sérvia, por claros 4-0.

Melhor estiveram os clubes franceses, com o Bordéus a bater o AEK Larnaca, por 3-0, e o Saint-Etienne a vencer o Tirgu Mures, pelo mesmo resultado.

Nota positiva ainda para o futebol alemão (1-0 do Borussia Dortmund ao Wolfsbuerger) e para o futebol espanhol (2-0 do Athletic Bilbau ao Inter Baku).

A Inglaterra tem um dos seus clubes envolvidos nesta ronda em perigo, já que o West Ham cedeu um empate em casa com o Astra Giurgiu (2-2). Pela equipa romena alinharam os portugueses Geraldo Alves, Pedro Queirós e Filipe Teixeira.

Em contrapartida, o Southampton, de José Fonte e Cédric, suplantou o Vitesse Arnheim por 3-0 e está 'com um pé' nos 'play-off'.

O PAOK Salónica, de Ricardo Costa e Miguel Vítor, venceu dificilmente o Spartak Trnava, por 1-0. Os gregos foram obrigados a jogar quase todo o jogo em inferioridade numérica, por expulsão de Miguel Vítor, logo aos 3 minutos, mas chegou à vitória aos 92, com o remate de Lucas Perez.

O Apollon Limassol, de Bruno Vale, Nuno Lopes, Jaime e João Pedro e treinado por Pedro Emanuel, empatou 1-1 com o Qabala, com o golo da equipa azeri a acontecer mesmo no último minuto. Outra equipa cipriota, o Omonia, de Nuno Assis, Renato Margaça, e Cristóvão Ramos, impôs um 'nulo' em casa do Brondby.

Nota ainda para o jogo da Albânia entre o Kukesi e o Legia de Varsóvia, suspenso pelo árbitro quando os polacos ganhavam por 2-1. Pouco depois do segundo golo polaco, apontado aos 51 minutos, os adeptos locais apedrejaram o campo e feriram na cabeça o jogador Andrej Duda, o que levou a que fosse consensual que não havia condições de segurança para continuar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.