Na conferência de imprensa para analisar o Benfica 3-3 Rangers, Jorge Jesus explicou a opção de deixar Darwin e Waldschmidt no banco. O técnico analisou a expulsão de Otamendi e revelou a conversa que teve com Rafa mal o jogo terminou: o técnico parecia estar a dar um raspanete ao jogador mas Jesus garante que não foi bem assim.

Conversa dura com Rafa no final: "Fui logo dar-lhe os parabéns. Disse-lhe que é com jogadores assim que o Benfica vai lutar por títulos, com esta alma e crença. Dei-lhe os parabéns e disse que foi o melhor jogador em campo."

Expulsão de Otamendi: "O Otamendi quis passar nas costas do avançado e, ao fazer isso, estava sujeito a cometer falta. Aceito a decisão do árbitro."

Opção de deixar Waldschmidt e Darwin no banco: "Foi a pensar em dar-lhes descanso. Vinham a fazer cinco jogos consecutivos e senti que podia descansá-los, se não eles não iam recuperar a tempo para o Braga. Como tínhamos seis pontos na Liga Europa, pensei que, mesmo não ganhando, teríamos mais possibilidades de poder ficar com vantagem no grupo e em Braga já não há esse fator. Às vezes pensamos uma coisa e dá errado, mas hoje não aconteceu isso, porque eles entraram bem. E tenho a certeza que contra o Braga vão estar soltinhos e que nem uma bala."

Trabalho entre Waldschmidt e Darwin: "Estão-se a conhecer, não falam a mesma língua, mas vão-se conhecendo bem. É uma dupla que vai melhorar e vai ser ainda mais perigosa."

Possibilidades de Portugal na Liga Europa: "A Liga Europa tem vindo a ficar cada vez mais difícil, porque a partir dos quartos de final e meias-finais apanhas equipas de Champions. Mas isso não quer dizer que o Benfica e o Braga não têm capacidades para chegar à final. O sorteio depois da fase de grupos também pode ajudar um pouco... ambas as equipas têm jogadores experientes nas competições europeias e podem acreditar em chegar à final."

O Benfica empatou, esta quinta-feira, com o Rangers (3-3), em encontro da terceira jornada do Grupo D da Liga Europa de futebol, em que igualou nos descontos, depois de ter jogado mais de 70 minutos com menos um jogador.

Goldson colocou o Benfica em vantagem, com um autogolo aos dois minutos, mas o Rangers deu a volta ao marcador por Diogo Gonçalves (24), que marcou na própria baliza, Kamara (25) e Morelos (51), quando jogava em vantagem numérica, por expulsão de Otamendi (19). Rafa reduziu, aos 77 minutos, e Darwin Nuñez, aos 90+1, empataram para os 'encarnados', que estão no segundo lugar do agrupamento, com os mesmos sete pontos do Rangers, mais quatro do que o Lech Poznan, que hoje venceu o Standard Liège (3-1), que ainda não pontuou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.