O treinador do Sporting fez esta quarta-feira a antevisão do jogo da segunda mão dos quartos de final da Liga Europa diante do Atlético Madrid, e mostrou-se confiante na possibilidade dos 'leões' anularem a desvantagem de 2-0 obtida no jogo da primeira mão e seguir em frente na prova.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo, Jorge Jesus abordou a receção ao Atlético Madrid e falou sobre a surpreendente eliminação do Barcelona diante da AS Roma como exemplo do que o Sporting poderá fazer amanhã.

"Claro que gostava e acredito que temos essa possibilidade de sonhar. Ontem [no jogo entre AS Roma e Barcelona], ninguém pensava que a remontada era possível num jogo de Champions e aconteceu. Tenho confiança na qualidade da equipa", começou por dizer Jorge Jesus.

Em relação às possíveis ausências para o jogo de amanhã, o técnico leonino assumiu que terá de arranjar soluções para as ausências de jogadores influentes como Piccini, Bas Dost, Fábio Coentrão e William Carvalho.

"Os jogadores saíram do último jogo fisicamente inteiros. Tivemos apenas um problema com o Piccini. O Bas Dost e o Coentrão não podem estar neste segundo jogo, tal como o William que teve de sair. Penso que, amanhã, não vai fugir muito destas baixas", afirmou Jorge Jesus.

Outro dos assuntos incontornáveis na conferência de imprensa foi a atual situação vivida pelo plantel leonino em conflito com o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho. Jorge Jesus foi questionado sobre a possibilidade dos jogadores terem medo de voltarem a ser criticados, e garantiu que esse cenário não se coloca.

"Tanto eu como treinador como aos jogadores, isso não se coloca. Isso faz parte da nossa profissão. Muitas das vezes, nas nossas carreiras, vamos errar e, por isso, estamos sujeitos à crítica. A diferença entre os jogadores dos melhores clubes e clubes menos bons é mesmo isso, a forma natural com que encaram estas coisas", frisou Jorge Jesus.

"A forma como nós resolvemos os interesses de todos. Todos os dias estou a aprender. A experiência da vida dá-nos conhecimento. Estou a aprender e, quando aprendemos para podermos evoluir, é muito importante. É o que eu tento fazer todos os dias", acrescentou o técnico do Sporting sobre como tem lidado com esta situação.

"O foco é o jogo. Temos de estar concentrados, como temos de estar sempre. Reconhecemos o valor do adversário, partimos para este segundo jogo em desvantagem mas todos nós acreditamos que temos algumas possibilidades. Se tivermos numa noite com um pouco de sorte, podemos surpreender o adversário. Acreditamos que é possível", sentenciou Jorge Jesus.

O Sporting recebe amanhã o Atlético de Madrid no Estádio de Alvalade às 20h05 em jogo a contar para a segunda mão dos quartos de final da Liga Europa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.