O Benfica visita esta quinta-feira o Rangers, em partida da 4.ª jornada da Liga Europa e Jorge Jesus mostra-se confiante em relação a um bom resultado em Glasgow. Numa primeira abordagem sobre aquilo que espera do encontro, em declarações à Sport TV, o treinador do Benfica começou por sublinhar a importância da partida.

"Uma vitória será muito importante por duas questões: por um lado garante praticamente o apuramento e, por outro, permite que nos restantes jogos possamos gerir a equipa conforme o campeonato português. O Rangers é um adversário forte, que aqui na Luz mostrou um posicionamento complicado, um sistema de jogo agressivo, mas estamos a trabalhar para que possamos fazer um bom jogo e trazer a vitória de Glasgow", sublinhou.

Na partida da primeira volta, em Lisboa, o Benfica teve de suar para conseguir um empate a três golos, depois de se ver reduzido bem cedo a dez elementos e de estar a perder por 3-1. Jesus espera ainda mais dificuldades esta quinta-feira. "Vamos estar muito mais apertados do que o que estivemos no Estádio da Luz, mesmo a jogar com 10. Temos de saber defender bem, porque isso é uma das características da minhas equipas", frisou.

Jorge Jesus falou ainda dos três jogadores do plantel do Benfica infetados com COVID-19. "Fui habituado muito cedo, no Brasil, a ter de trabalhar em cima de jogadores contagiados e comecei a conhecer essa realidade. Pode ser muito complicado para muitas equipas. Por muito cuidado que tenhamos, as viagens são um perigo. Fico com o coração nas mãos quando os jogadores vão às seleções", reconheceu.

Ainda assim, e apesar de por causa disso se ver agora obrigado a mexer na equipa, sobretudo no meio-campo, mostrou-se tranquilo. "Às vezes alguns jogadores que não são a primeira opção passam a ser e surpreendem-nos e há mal que vem por bem", terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.