Jorge Jesus afirmou que se sente satisfeito por poder vir a ser o único treinador português nas competições europeias, mas que isso não é o que o faz movimentar-se. Na conferência de imprensa do embate com o Viktoia Plzen, o treinador luso disse que a única forma do Sporting ficar conhecido na Europa é jogando nas provas europeias.

"Para mim tem um sabor especial no ponto de vista coletivo. Vi os dois jogos de ontem, do Paulo Fonseca e Mourinho, estava a fazer muita força para ficarem apurados. Se, amanhã, tiver o privilégio de o Sporting passar a eliminatória, satisfaz-me. Mas não é a mim, concretamente, que me satisfaz. Nós precisamos de pontos. Estou a trabalhar uma equipa portuguesa e é importante. É tão importante para jogadores e treinador como para o clube. O Sporting precisa de ser um clube conhecido na Europa e isso só se consegue na Champions ou na Liga Europa".

Questionado sobre se Piccini entra nas contas, o técnico afirmou que dependerá tudo de como ele se portar no treino antes da partida.

"Gostava de responder mas ainda não treinámos. Vou ver o que é que ele nos pode dar hoje no treino. Se nos der boas indicações, vai entrar na convocatória do jogo. Clinicamente não sei se está em condições de o fazer, tal como fisicamente".

O Sporting enfrenta o Viktoria Plzen na República Checa depois de ter vencido o jogo da primeira mão. Os 'leões' têm uma vantagem de 2-0 para a segunda mão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.