O Manchester United teve de puxar dos galões para garantir a segunda vaga nas meias-finais da Liga Europa, ao vencer o Copenhaga com um golo de Bruno Fernandes, de penálti, no prolongamento.

Com este tento, o médio português isola-se como melhor marcador da Liga Europa, com sete remates certeiros, dois com a camisola dos 'red devils', ele que havia marcado por cinco vezes na fase de grupos da prova com a camisola do Sporting.

O internacional luso deixou para trás um quinteto que leva seis golos marcados e é formado por Kamada (Frankfurt), Sporar (Sporting), Morelos (Rangers), Visca (Basaksehir) e Diogo Jota (Wolverhampton), sendo que apenas o português que joga na equipa de Nuno Espírito Santo continua em prova.

Depois do nulo no tempo regulamentar, o Manchester United inaugurou o marcador aos 95'. Clémet Turpin assinalou falta de Bjelland sobre Martial e apontou para a marca dos 11 metros.

Chamado a converter, Bruno Fernandes, que já tinha enviado uma bola ao poste, desta vez não desperdiçou a oportunidade e bateu forte para o lado esquerdo. Um lance que decidiu o jogo dos quartos de final, ditando a eliminação da Copenhaga, que contou durante os 120 minutos com o português Zeca, hoje em dia internacional grego.

Nas meias-finais, igualmente a uma mão, numa inédita 'final a oito', devido à COVID-19, o Manchester United vai encontrar o vencedor do jogo entre o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, e o Sevilha, marcado para esta terça-feira.

As meias-finais da Liga Europa estão agendadas para 16 e 17 de agosto, em Colónia e Dusseldorf.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.