O presidente cessante do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, assumiu hoje o desejo de sair do clube da I Liga portuguesa de futebol com uma vitória frente aos luxemburgueses do Jeunesse Esch, na segunda pré-eliminatória da Liga Europa.

Depois de demissão, em 27 de maio, e da eleição de Miguel Pinto Lisboa como 23.º presidente do clube, no sábado passado, Júlio Mendes vai, na quinta-feira, a partir das 19:30, assistir ao último jogo como responsável máximo dos vimaranenses e admitiu que o triunfo é o único resultado que espera.

"Gostava que a minha saída de cena fosse com uma vitória. Estou convencido que o nosso treinador e os nossos jogadores tudo farão para me darem essa prenda, também ao elenco diretivo, mas sobretudo aos vitorianos", frisou, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, antes de a comitiva vimaranense viajar para o Luxemburgo.

O clube minhoto só venceu um jogo fora até hoje nas provas europeias, na Polónia, frente ao Wisla Cracóvia, em 2005 (1-0), mas o dirigente assumiu o "selo de favorito" para a eliminatória, embora ciente de que os jogadores vitorianos têm de ser "muito profissionais" para derrotarem uma equipa que eliminou o Tobol, do Cazaquistão, na ronda anterior, graças ao critério dos golos marcados fora de casa (0-0 e 1-1).

"Transportamos a responsabilidade de nos considerarem favoritos e a esperança de trazermos uma vitória, mas temos a certeza de que a nossa equipa tem de ser muito séria, muito profissional e respeitar o adversário: já demonstrou ter qualidade, defender bem e poder surpreender", anteviu.

Júlio Mendes reiterou que o clube deseja apurar-se para a fase de grupos, pelo "prestígio" e o "encaixe financeiro" (quase três milhões de euros), mas admitiu que o caminho é "longo" até a um "play-off com grau de dificuldade acrescido" - os vimaranenses têm de cumprir seis jogos até 29 de agosto, para alcançarem o objetivo.

Em vez de receber o Vitória na sua cidade, Esch-sur-Alzette, o Jeunesse vai fazê-lo no Stade Josy Barthel, na Cidade do Luxemburgo, com 8.000 lugares, onde se espera muito apoio à equipa lusa, quer dos portugueses que lá residem (ao todo, 96.000), quer dos 500 que, segundo fonte do Vitória, se vão deslocar.

"Esperamos ter um apoio muito grande, de adeptos do Vitória e portugueses", reconheceu Júlio Mendes.

O treinador Ivo Vieira convocou 20 jogadores para o encontro no Luxemburgo: os guarda-redes Miguel Silva, Douglas e Miguel Oliveira, os defesas Victor Garcia, Sacko, Pedro Henrique, Frederico Venâncio, Tapsoba, Rafa Soares e Florent, os médios Mikel Agu, Al Musrati, Pepê, Joseph e João Carlos Teixeira e os avançados João Correia, Rochinha, Davidson, Alexandre Guedes e João Pedro.

O Vitória de Guimarães recebe a Jeunesse Esch para a segunda mão em 01 de agosto, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, já com Miguel Pinto Lisboa na presidência, pois deve tomar posse em 29 de julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.