O jogo de futebol entre CSKA Sófia e Rapid Viena, que os austríacos venceram por 2-0, ficou marcado por incidentes entre adeptos, dos quais resultaram quatro feridos sem gravidade e a detenção de 18 pessoas.

De acordo com fontes do ministério búlgaro do Interior, os desacatos tiveram lugar em vários pontos da capital, Sófia, quando adeptos do CSKA atacaram elementos austríacos com pedras, garrafas e murros.

Dos incidentes resultaram também ferimentos ligeiros em agentes da polícia, agredidos no lançamento de pedras e garrafas, levando à detenção de 18 adeptos, sete dos quais menores, todos de nacionalidade búlgara.

A derrota do CSKA Sófia levou também ao despedimento do treinador macedónio Gjore Jovanovski e do diretor desportivo Emil Kostadinov, antigo internacional búlgaro e jogador do FC Porto.

O CSKA Sófia e o Rapid Viena integram o grupo L da Liga Europa, juntamente com o FC Porto e os turcos do Besiktas.

Os “dragões” lideram o grupo com nove pontos, seguidos do Besiktas com seis, do Rapid Viena com três e, em último, do CSKA, sem qualquer ponto, com quatro golos sofridos e nenhum marcado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.