O SC Braga empatou hoje em casa o Leicester (3-3), em jogo da quarta jornada do Grupo G da Liga Europa, ficando a um triunfo de garantir o apuramento para os 16 avos de final. Num jogo absolutamente frenético, Al Musrati (04 minutos), Paulinho (24) e Fransérgio (90) marcaram os golos dos minhotos, mas Harvey Barnes (09), Luke Thomas (79) e Jamie Vardy (90+5) deram o empate e o apuramento aos ingleses.

Com quatro rondas disputadas, o Leicester lidera com 10 pontos, mais três do que o SC Braga. Zorya e o AEK Atenas têm três pontos, depois de o conjunto ucraniano ter vencido na Grécia, por 3-0.

O SC Braga apresentou-se na máxima força para este jogo, enquanto Brendan Rodgers optou por rodar a equipa, deixando Vardy, Maddison e Tielemans no banco. Disposto a vingar a goleada sofrida em Inglaterra, o conjunto minhoto entrou a todo o gás e só precisou de quatro minutos para chegar à vantagem, numa jogada que começou e acabou em Al Musrati. O médio líbio lançou Esgaio na direita, com este a servir Iuri Medeiros, que viu dois remates serem bloqueados, mas Musrati aproveitou a bola solta e rematou forte e colocado para o 1-0.

Durou pouco a vantagem bracarense. Aos 9' um erro de Al Musrati permitiu a recuperação de Iheanacho. O avançado do Leicester ainda foi desarmado, mas a bola sobrou para Harvey Barnes, que atirou cruzado com o pé esquerdo para o empate.

O SC Braga não acusou o golo sofrido e voltou a colocar-se na frente aos 24', na sequência de uma excelente jogada coletiva: Iuri Medeiros combinou ao primeiro toque com Ricardo Horta, este apareceu na cara de Schmeichel mas já tinha ângulo para rematar, acabando por servir Paulinho que desviou com o pé direito para o fundo das redes. Um golo histórico para o avançado de 28 anos, que assim se tornou o melhor marcador do SC Braga nas competições europeias.

Os minhotos venciam com toda a justiça e até podiam ir para o intervalo com uma vantagem superior não fosse Schmeichel ter evitado o golo a Paulinho em duas ocasiões. Com menos bola, o Leicester procurava aproveitar os erros minhotos, tal como aconteceu na oferta de Bruno Viana (28'), que quase resultou no 2-2 - valeu Matheus a impedir o golo de Under e depois Tormena, quase em cima da linha, a evitar a finalização.

O ritmo baixou consideravelmente no segundo tempo, com o Leicester a mostrar-se mais agressivo nesta fase do encontro, mas sem grandes oportunidades de golo. Aos 60' Cengiz Under atirou de fora da área para defesa apertada de Matheus, mas a falta de soluções dos 'foxes' levou Brendan Rodgers a apostar tudo com as entradas de Jamie Vardy e James Maddison.

Aos 67' foi a vez do SC Braga mostrar que estava vivo no jogo, com Paulinho a cabecear após excelente cruzamento de Iuri Medeiros, obrigando Schmeichel a defender por cima da barra.

A entrada de Raul Silva fez o SC Braga recuar ainda mais no terreno, passando a jogar com cinco homens na defesa. No entanto, perante a pressão cada vez mais intensa do Leicester, seria uma questão de tempo até haver novo empate na Pedreira. Aos 78' Maddison tirou Esgaio do caminho e assistiu Luke Thomas, que apareceu solto de marcação na pequena área para fazer o 2-2.

Aos 90' Matheus lançou Sequeira, o lateral deu para Galeno, que passou por Fofana e colocou em Fransérgio. O médio, que regressou à competição após ter testado positivo à COVID-19, atirou para o 3-2 quando já nada o previa. Como não há duas sem três, os minhotos voltaram a permitir o empate ao Leicester, com Jamie Vardy a marcar aos 90+5' num final de jogo dramático.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.