O SC Braga ficou, esta quinta-feira, de fora da Liga Europa ao perder 0-2 com o Pandurii na segunda mão do play-off da Liga Europa. No agregado da eliminatória, o SC Braga perde 1-2 e não consegue assim a última vaga europeia para as equipas portuguesas na Liga Europa. Vitória de Guimarães, Paços de Ferreira e Estoril representarão as cores lusas na segunda prova de clubes da UEFA. 
O SC Braga de Jesualdo Ferreira chegava a esta segunda mão do play-off da Liga Europa após um bom arranque de época, em que conseguiu três triunfos nos três jogos oficiais - dois para o campeonato e outro na primeira mão desta eliminatória.
Para este desafio, o treinador Jesualdo Ferreira optou por deixar o internacional português Éder no banco de suplentes. Recorde-se que o avançado enfrentou uma longa paragem por lesão, tendo sido convocado ontem pela primeira vez em seis meses.
Alan e Yazalde (autor do golo na primeira mão), que começaram o encontro como suplentes no último desafio do campeonato português, em que o SC Braga venceu por 2-1, estavam de regresso à titularidade. Destaque ainda para Baiano, que se lesionou no encontro contra a equipa de Belém e, esta noite, defendeu o corredor direito dos arsenalistas.
A primeira parte da partida em Braga mostrou uma equipa minhota enfadonha e a falhar, e muito, os cruzamentos nas transições de ataque. O golo do Pandurii resultou de uma clara desatenção da defesa bracarense, nomeadamente de Joãozinho aos 15 minutos de partida. Num cruzamento para a grande área, o extremo Buleica antecipou-se ao lateral proveniente do Sporting e cabeceou certeiro para o fundo das redes da baliza defendida por Eduardo.
A fraca exibição do SC Braga durante o primeiro tempo contrastava com a alegria dos adeptos do Pandurii nas bancadas do Estádio AXA, tendo sido a nota mais positiva, e animada, nos primeiros 45 minutos.
Ao intervalo, e com o golo do Pandurii na capital do Minho, a eliminatória estava empatada e a formação comandada por Jesualdo Ferreira tinha de mudar aspetos táticos para não comprometer a entrada do emblema arsenalista na fase de grupos da Liga Europa.
No segundo tempo, o SC Braga foi, e tinha de o ser, mais pressionante. Contudo, não bastava ter a atitude agressiva ofensiva, era necessário saber finalizar. Algo que a formação minhota deixou a desejar, esperando-se mais da equipa lusa.
Aos 65 minutos, o "professor" Jesualdo efetuou duas substituições: colocando em campo Pardo e Salvador Agra para os lugares de Edinho e Alan.
A 10 minutos dos 90, Éder entrou para o lugar de Yazalde mas, apesar do esforço, o avançado internacional português não conseguiu resolver a eliminatória no tempo regulamentar.
Já no prolongamento, o SC Braga começou com uma excelente oportunidade para resolver a partida mas Éder falhou por pouco a baliza do Pandurii, defendida pelo português Pedro Mingote. Na segunda parte, Éder enviou uma uma bola ao poste.
Nos instantes finais, e com um grande golo que surpreendeu Eduardo, Ciucur fez o segundo golo no Estádio AXA, eliminando a equipa portuguesa das competições europeias.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.