O Sporting Fingal espera aproveitar a vantagem de jogar em casa para vencer o Marítimo, em jogo da segunda mão da segunda pré-eliminatória da Liga Europa de futebol.

O treinador da equipa irlandesa, Liam Buckley, espera um jogo “provavelmente idêntico ao primeiro”, com um Marítimo ainda longe da melhor forma física, mas mostrou-se esperançado em vencer e assim poder marcar presença na pré-eliminatória seguinte.

“Não tenho dúvidas de que eles podem jogar melhor, mas, do meu ponto de vista, também penso que podemos jogar um pouco melhor também”, afirmou hoje à agência Lusa.

Liam Buckley está convencido de que o Marítimo vai jogar para ganhar, embora não tenha essa obrigação, enquanto do seu lado é imperioso vencer.

“Estamos em casa e isso pode ajudar” a fazer a diferença, vincou, fazendo ainda referência ao facto de a equipa portuguesa ter viajado hoje com atraso para Dublin.

Liam Buckley desvalorizou ainda a derrota sofrida no fim-de-semana perante o Drogheda United (2-1), penúltimo classificado da Liga irlandesa.

“Fizemos oito mudanças na equipa para descansar alguns [jogadores] e curar alguns toques. Ficámos desapontados por perder, mas vale o que vale, não terá efeito no jogo de quinta-feira”, prometeu.

Também o capitão da equipa, Shaun Willians, atribui o desaire às alterações na equipa, pelo que manifestou confiança num bom resultado contra os maritimistas.

“Espero que consigamos ganhar, porque queremos continuar na competição”, afirmou à Lusa.

O médio irlandês elogiou o atacante Cherrad e o médio Roberto Sousa na equipa madeirense, e tem também uma boa impressão dos centrais do Marítimo.

O treinador da equipa irlandesa afirmou não tencionar fazer grandes mudanças em relação ao jogo da primeira mão, estando apenas indisponível Colin Hawkins, lesionado na primeira mão com duas costelas fracturadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.