Pelo menos por agora, os deuses parecem ainda não ter iluminado a equipa do Benfica. Num jogo muito disputado, de oportunidades repartidas, o Benfica ainda não conseguiu impor o seu ritmo.

Entrou melhor na partida a equipa do Benfica e aos 12’ Di Maria (melhor unidade da equipa nesta primeira metade) arrancou um remate fortíssimo ao poste esquerdo da baliza de Sebastián Saja.

Parecia melhor a equipa de Jorge Jesus, mas logo de seguida Nikos Georgeas deixa César Peixoto para trás e só Júlio César impediu o primeiro em Atenas.

O AEK instalou-se nos minutos seguintes no meio-campo das águias e Blanco falhou de seguida uma das melhores oportunidade da primeira parte. O cabeceamento do avançado da equipa grega deixou pregado ao relvado Júlio César, mas para sorte dos encarnados a bola passou ao lado do poste.

Uma vez mais por Di Maria, a equipa do Benfica respondeu num lance pela esquerda mas ninguém apareceu para encostar sobre a linha depois do cruzamento do argentino.

O AEK continuou a pressionar a equipa encarnada e já perto do intervalo o número 5 dos gregos, Daniel Majstorovic, na sequência de um canto, saltou no meio da área encarnada e colocou os pretos e amarelos na frente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.