“O Benfica é favorito, tem uma equipa excelente equipa, no centro da defesa estão muito bem apetrechados, têm dois excelentes avançados, um armador com boa visão de jogo”, disse técnico da formação alemã, que actualmente ocupa o último lugar no campeonato nacional.

“No entanto, nem sempre o favorito ganha, e nós amanhã [quinta feira] queremos fazer o possível para conseguir uma boa posição de partida na eliminatória”, avisou Funkel, na antevisão da partida da primeira mão, em Berlim, com o líder do campeonato português.

O treinador alemão desvalorizou também o facto de estar prevista uma assistência de apenas 15 mil espectadores na quinta-feira à noite, no Estádio Olímpico de Berlim, com capacidade para 70 mil pessoas, para ver a partida contra o Benfica.

“Isso deve-se ao facto de o jogo começar tarde, e de estar muito frio. Neste tipo de jogos da Liga Europa nunca tivemos muitos espectadores e, por isso, não acho que seja frustrante”, referiu.

Funkel rejeitou ainda críticas de alguma imprensa, e até de alguns jogadores, que o acusaram de usar uma tática muito defensiva na Bundesliga, sobretudo nos jogos em casa, que não tem conseguido vencer ultimamente.

“Acho essas críticas muito exageradas. No sábado, contra o Mainz, fomos mais ofensivos do que nunca, mas faltaram os golos”, admitiu.

O médio brasileiro Rafael, também presente na conferência de imprensa, afirmou que o embate com os ‘encarnados’ “é muito importante” para o Hertha, e para a moral da equipa, se conseguir fazer um bom resultado, porque atravessa um mau momento.

Rafael, que é irmão de Roni, jogador brasileiro que actuou no Sporting, disse esperar também que o Hertha “tenha mais espaço para jogar e possa conseguir alguma coisa, porque o Benfica é uma equipa muito ofensiva”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.