Além desta punição, a UEFA ordenou ao campeão da Croácia que dispute os seus dois próximos encontros em casa, com Ajax e Timisoara, à porta fechada.

Este constitui o castigo mais severo aplicado contra o Dínamo desde 1994, quando ficou uma temporada fora da Europa, igualmente devido ao comportamento dos seus adeptos numa deslocação a Auxerre, França.

"Estamos desesperados, porque uma pandilha de adeptos violentos causaram-nos danos irreparáveis", disse Damir Vrbanovic, director do Dínamo. Apesar da retirada dos pontos ao Dínamo, o Timisoara não beneficiou da sanção, uma vez que o resultado, que foi favorável aos croatas por 3-0, se manteve.

Os seguidores do Dínamo têm cometido inúmeros actos de vandalismo sempre que a equipa joga para as competições europeias e já se converteram num problema social na Croácia.

O Dínamo já anunciou que vai recorrer do castigo, embora existam alguns receios de que venha a sofrer uma pena mais pesada, tal como sucedeu há dois anos com os holandeses do Feyenoord quando recorreram de uma multa pesada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.