A campanha do Benfica nesta Liga Europa escreve-se com 20 nomes, mas o SAPO Desporto elege aqui quatro jogadores – um por cada sector – que se destacaram entre os demais.

Análise:

Artur – Titular indiscutível na equipa de Jorge Jesus, o guarda-redes brasileiro foi sinónimo de segurança na Liga Europa, salvando o Benfica em momentos preponderantes da campanha. Para memória futura fica a segunda mão da eliminatória com o Bayer Leverkusen, onde, em pleno Estádio da Luz, o guardião de 32 anos fez duas defesas ‘do outro mundo’ que evitaram a possível reviravolta germânica. Depois, demonstrou diante do Fenerbahçe o seu sangue frio dentro do ‘inferno turco’. É um dos totalistas (oito jogos) deste Benfica europeu.

André Almeida – Foi a grande surpresa de Jorge Jesus no trajeto europeu do Benfica em 2012/13. Despontou ainda na passagem efémera dos encarnados pela fase de grupos da Liga dos Campeões e ganhou o lugar como lateral, tanto no lado direito como até à esquerda nos compromissos mais recentes. O jovem português exibiu uma maturidade acima da média e uma grande solidez defensiva, que só tinha paralelo na dupla composta por Luisão e Garay. Se já era um forte candidato à titularidade pelos sete jogos efetuados (em oito possíveis), o castigo de Maxi Pereira para a final confirma de imediato a sua titularidade em Amesterdão.

Matic – Muito do que o Benfica fez de bom esta temporada passou indubitavelmente pelos pés do médio sérvio, de 25 anos. Candidato a jogador-revelação em Portugal, o jogador que começa a ganhar a alcunha de ‘Aranha’ - pela ilusão de ter muitas pernas para cortar e gerir o jogo encarnado – esteve em sete desafios do Benfica nesta edição da Liga Europa. Além de ser decisivo para o equilíbrio da equipa, Matic já inscreveu também o seu nome na lista de marcadores, com um golo ao Bayer Leverkusen. Esta quarta-feira reencontra-se com o seu antigo clube, o Chelsea.

Cardozo – É o jogador mais temido pelos ingleses e isso diz quase tudo. Amado por uns e odiado por outros, ‘Tacuara’ é o melhor marcador do Benfica nesta Liga Europa, com seis golos em oito jogos. O avançado paraguaio é já o segundo melhor marcador de sempre do clube da Luz em provas europeias, somando 32 tentos em 64 jogos, e à sua frente está apenas o inalcançável Eusébio. Cardozo marcou em todas as eliminatórias desta competição e as equipas inglesas contam-se entre as suas vítimas prediletas.
 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.