Este PSG em modo 2021 conta com nomes como Lionel Messi, Donnarumma, Sergio Ramos, Kylian Mbappé, Neymar... Mesmo assim, esta super equipa não impressiona o antigo internacional francês Thierry Henry.

"Quando se tem jogadores 'sobrehumanos' é mais fácil, mas quando vejo a forma como o PSG está a evoluir... Eles sofrem golos a mais para o meu gosto. É verdade que faltavam alguns elementos [Messi e Sergio Ramos não jogaram] , mas o equilíbrio é o mais importante", afirmou Henry, de 43 anos, em declarações ao 'Dimanche Soir Football', da Amazon Prime Video.

O atual treinador-adjunto da seleção belga, que chegou a partilhar balneário com Messi no Barcelona, afirma que é preciso equilíbrio no PSG.

"Falamos sempre de grandes jogadores para frente. Mas é preciso equilíbrio. Na equipa em que joguei [com Messi e Eto'o] no Barcelona, as pessoas esquecem-se que nós não sofríamos muitos golos. De uma forma geral, as equipas que não sofrem muitos golos não ficam longe do título, mesmo na Champions."

O Paris Saint-Germain (PSG), ainda sem o recém contratado Lionel Messi, recebeu e venceu o Estrasburgo por 4-2, em jogo da segunda jornada da Liga francesa de futebol, isolando-se provisoriamente na liderança.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.