O Lille, de José Fonte e Renato Sanches, regressou hoje às vitórias na Liga francesa de futebol e subiu provisoriamente ao quarto lugar, numa 22.ª jornada em que Gelson Martins ficou em maus lençóis em nova derrota do Mónaco.

No desaire por 3-1 no campo do Nimes, penúltimo classificado, o internacional português viu o vermelho direto, aos 32 minutos, por empurrar o árbitro da partida e arrisca um castigo pesado. Gelson reagiu assim à expulsão de Bakayoko, que tinha sido excluído segundos antes.

O Mónaco até chegou a estar a vencer, com um golo de Ben Yedder, aos 13 minutos, mas o Nimes deu a volta com remates certeiros de Miguel, aos 27, de Philippoteaux, aos 62, e Martínez, aos 79.

Além de Gelson Martins, o médio Adrien Silva também foi titular e foi mesmo o capitão do Mónaco, que segue no 13.º posto, com 29 pontos, com um registo de três derrotas seguidas.

Após três desaires seguidos no campeonato e uma eliminação na Taça de França por um emblema do quarto escalão, o Lille regressou aos triunfos, após vencer no terreno do Estrasburgo, por 2-1, com a ajuda dos internacionais lusos José Fonte e Renato Sanches, que foram titulares, assim como Xeka.

A equipa da casa abriu a contagem logo aos 12 minutos, por Thomasson, mas o Lille protagonizou a reviravolta na segunda parte, com o brasileiro Gabriel a refazer a igualdade, aos 65, e o nigeriano Osimhen a consumar a ‘cambalhota’ no resultado, aos 80, de grande penalidade.

Com esta vitória, o Lille, à condição, subiu ao quarto posto, com 34 pontos, a seis pontos do Rennes, que é terceiro, mas ainda pode ser apanhado pelo Lyon, que joga domingo no campo do Nice.

Destaque ainda para guineense Mama Baldé, antigo jogador do Sporting, que bisou no triunfo caseiro do Dijon, por 3-0.

No primeiro jogo do dia, o Paris Saint-Germain colocou-se provisoriamente com 13 pontos de vantagem no topo da Liga francesa, após receber e golear por 5-0 o Montpellier, que acabou reduzido a nove unidades.

Os bicampeões franceses já venciam ao intervalo por 3-0, com golos do espanhol Pablo Sarabia (oito minutos), do argentino e ex-Benfica Ángel Di María (41) e Congré (44 na própria baliza), enquanto o Montpellier passou a atuar com 10 jogadores a partir dos 17, por expulsão do guarda-redes Bertaud.

Na segunda parte, Mbappé, aos 57 minutos, e Kurzawa, aos 65, completaram a goleada, perante um Montpellier que voltou a sofrer nova expulsão, por Chotard, aos 88.

Com este triunfo, o 18.º na prova, terceiro consecutivo, o Paris Saint-Germain passou a ter 13 pontos de vantagem sobre o Marselha, segundo classificado. A equipa de André Villas-Boas visita no domingo o terreno do Bordéus, de Paulo Sousa.

Por seu lado, o Montpellier, que não contou em Paris com o central Pedro Mendes, devido a lesão, caiu para o quinto lugar e ainda por ser ultrapassado pelo Lyon.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.