Nicollin pediu desculpa pelos impropérios proferidos após a derrota da sua equipa frente ao Auxerre, por 2-1, um acto que acabaria por ser insuficiente para demover a comissão de ética da FFF a decidir pela suspensão por dois meses, com outros dois de pena suspenso.

Vários grupos de defesa dos direitos dos homossexuais comentaram os insultos e ameaçaram processar judicialmente Nicollin, que chegou a telefonar a Pedretti para formalizar o pedido de desculpas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.