Neymar "amadureceu bastante" desde os tempos em que jogava no Barcelona. É pelo menos essa a opinião de Tite, selecionador do Brasil, que afirma que o avançado de 29 anos "aumentou o seu arsenal" no Paris Saint-Germain.

O PSG pagou, em 2017, a soma recorde 222 milhões de euros para contratar Neymar ao Barça, onde este começou a cimentar a sua posição como um dos melhores jogadores do mundo.

Mas a ida para Paris fê-lo crescer ainda mais enquanto jogador ao longo dos últimos quatro anos, apesar das muitas lesões que já sofreu desde que chegou ao Parc des Princes, de acordo com Tite, que acredita que Neymar se tornou mais num jogador de equipa desde que deixou Camp Nou.

"Neymar amadureceu bastante. Antes, quando estava no Barcelona e nos seus primeiros tempos na Seleção, era um jogador que jogava mais nas alas, que marcava golos, tinha ritmo, finta e que apostava em jogadas individuais. Agora expandiu a zona em que joga, mas continua a ser um goleador e a criar jogadas para os companheiros. É agora aquilo que podemos chamar de 'arco e flecha', porque pode preparar as jogadas e finalizá-las. Neymar aumentou o seu arsenal", frisou Tite em declarações ao site oficial da FIFA

No Barcelona, onde chegou em 2013 vindo do Santos a troco de 57 milhões de euros, Neymar formou um tridente ofensivo de sonho com Lionel Messi e Luis Suarez, chegando a conquistar a Liga dos Campeões. Ao todo marcou 105 golos e fez 76 assistências em 186 jogos.

No PSG soma 103 jogos no conjunto de todas as competições, marcou 83 golos e fez 47 assistências, contabilizando já nove troféus pelo emblema parisiense, ainda que a conquista da Liga dos Campeões lhe tenha escapado na temporada passada, com a derrota em Lisboa, frente ao Bayern.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.