O Costa do Sol alcançou uma preciosa vitória diante do Ferroviário da Beira em partida a contar para a 21ª jornada do Moçambola 2013. Sem puder contar com Diamantino Miranda, que nem se fez ao estádio após ver seu contrato revogado, o Costa do Sol recebeu ao Ferroviário da Beira que ambiciona chegar ao topo do Moçambola 2013.

O intenso calor que se fez sentir, com os termómetros a atingirem os 42 graus centígrados, os jogadores enfrentaram muitas dificuldades para explanarem o que prepararam ao longo da semana, o que obrigou ao árbitro a interromper o jogo a meio da primeira parte para o refrescamento dos intervenientes.

Na segunda etapa o cenário não se alterou, ainda que os dois treinadores tenham mexido no 11 com que iniciaram a partida, até que após uma perda de bola a meio-campo Themba que acabara de entrar recebeu a oferta e manteve a frieza até ficar cara-a-cara com Willard, tendo tempo suficiente para escolher o ângulo para o qual enviar o esférico para anotar o golo inaugural, aos 56 minutos.

O Ferroviário da Beira aumentou o seu caudal ofensivo a busca do golo de empate, mas acabou sendo os "canarinhos" quem estiveram próximos do segundo golo quando aos  Ruben acaba tirando mal as medidas ao guarda-redes "locomotivas" que deu-se por feliz ao ver a bola sair por cima do travessão.

O Costa do Sol conseguiu assegurar a vantagem mínima até ao final do 90 mintos, assegurando três preciosos pontos que ainda assim ainda não o clocam na posição em que gostaria de estar no Moçambola 2013.

No final da partida os jogadores do Costa do Sol dedicaram a vitória ao seu antigo treinador Diamantino Miranda, que na noite do mesmo dioa abandona o país, por determinação do ministério do trabalho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.