A decisão do Caso Abdul Omar, relacionado com a abertura de inquérito, na sequência da agressão do treinador ao árbitro Arlindo Silvano Nuvunga, será conhecida dentro de duas semanas, segundo revelou o Presidente da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), Alberto Simango Júnior.

Questionado sobre o andamento do caso, o Presidente da LMF revelou que tudo está sob alçada do Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol, que nomeou uma comissão de inquérito que está a analisar o caso.

«O Conselho de Disciplina é um órgão independente e a direção da Liga não irá interferir neste caso, pois cabe a este órgão analisar e, de acordo com o regulamento de disciplina da prova, dar a conhecer a pena a que será sujeito o treinador do Estrela Vermelha da Beira, sendo nesta altura inoportuno tecer qualquer comentário sobre este caso», disse Alberto Simango Júnior.

Após a agressão, o Conselho de Disciplina da LMF decidiu suspender preventivamente o treinador enquanto decorre o inquérito, sendo que este será o segundo fim-de-semana em que a orientação da equipa estará a cargo do treinador-adjunto Rogério Tchapo, que não tem qualificações exigidas para orientar um clube que milita no Moçambola.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.