O Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol suspendeu por três anos Abdul Omar, treinador do Estrela Vermelha da Beira, por agredir um árbitro, num encontro do Moçambola, a primeira divisão do campeonato moçambicano de futebol.

A suspensão, hoje divulgada pela imprensa de Maputo, refere-se a incidentes ocorridos em abril, durante o encontro do Estrela Vermelha da Beira com o Vilanculo FC, para o Moçambola, que resultaram na agressão ao árbitro Arlindo Nuvunga por Omar.

Este, foi condenado ainda a 7.500,00 meticais de multa (cerca de 170 euros).

Após a agressão ao árbitro, Omar tornou-se popular entre os adeptos e o seu nome foi entoado repetidamente no recente encontro da Liga Muçulmana de Maputo contra os congoleses do TP Mazembe, a contar para a Taça dos Campeões Africanos.

Revoltados com a arbitragem do angolano Hélder Martins, os adeptos da liga Muçulmana gritaram o nome de Abdul Omar, pedindo a sua presença para fazer justiça.

Com os ânimos exaltados, a polícia teve que disparar para o ar, e só três horas após o encontro, o árbitro pôde abandonar o estádio, vaiado pelos adeptos que o acusavam prejudicar a equipa treinada pelo português Litos e que foi eliminada da competição.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.