Ronaldo já esqueceu o empate com a Costa do Marfim na estreia no Mundial 2010 e só pensa numa vitória sobre a Coreia do Norte. "O mais difícil já passou. Era o primeiro jogo e havia muita ansiedade. Sabiamos que ia ser complicado, mas amanhã vai ser mais fácil. A equipa vai dar uma grande resposta e vamos ganhar", afirmou o jogador português.

Confrontado com o feito de Eusébio há 44 anos, ao marcar quatro golos contra o mesmo rival no Mundial, Ronaldo admitiu que é uma forma de inspiração para o jogo de amanhã de Portugal. "É um feito histórico. O senhor Eusébio não é um qualquer e isso fica na história, mas só pensamos em ganhar, não importa quem marca. O que queremos é ganhar e marcar muitos golos se possível, para podermos sonhar com a passagem à fase seguinte."

E nem o jejum de golos há quase dois anos na selecção preocupa o avançado do Real Madrid. "Não estou preocupado com os golos. Eles vão aparecer. Seja amanhã ou daqui a dois anos, o importante é ter a confiança do meu treinador", frisou.

Salientando o "ambiente muito bom" na selecção, Ronaldo falou ainda sobre a Coreia do Norte e revelou o seu maior receio: "Conheço os seus jogadores. Vimos dois vídeos ontem e o jogo com o Brasil. Sabemos que é uma equipa perigosa e que corre o dia todo. Queremos ganhar apesar de sabermos que vão defender todos atrás da linha da bola. A maior preocupação é o contra-ataque, pois é a arma mais forte deles. Sabem que se jogar de igual para nós vão sofrer golos."

A diferença de golos poderá ser decisiva nas contas do grupo, mas essa ideia não está no pensamento dos jogadores para a partida de amanhã. "Não pensamos nisso. A prioridade é ganhar o jogo e se marcarmos muitos golos, melhor. Contra o Brasil será para tentar ganhar também, sem medo e com força para ganhar."

O internacional português manifestou ainda o seu sonho de ir longe no Campeonato do Mundo. "Claro que acredito na minha equipa. Não estamos entre os favoritos, mas sabemos que se ganharmos temos uma boa chance de passar. Ganhar este torneio é muito difícil, mas temos de sonhar e acreditar que é possível", sublinhou o avançado.

Relativamente a Deco, Ronaldo confessou que "Deco faz sempre falta", remetendo mais explicações para Carlos Queiroz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.