A Alemanha venceu esta noite a Austrália por 4-0 no Estádio Moses Mabhida, em Durban, e mais do que o resultado saltou à vista a excelente exibição da Mannschaft.

Naquele que até ao momento foi o jogo mais desequilibrado deste Mundial 2010, a Mannschaft entrou praticamente a ganhar, com Podolski a fazer o primeiro da equipa de Joachim Low na África do Sul.

Ao minuto 6, o guarda-redes australiano Schwarzer ainda evitou o golo de Klose, mas nada pôde fazer quando Podolski apareceu sozinho na área e respondeu da melhor maneira ao cruzamento atrasado de Mueller: com um pontapé forte de pé esquerdo, o avançado do Colónia não deu qualquer hipótese e fez o primeiro da Alemanha no Mundial 2010.

Os tricampeões do Mundo não levantaram o pé e aos 23’ Klose falhou escandalosamente o segundo. Desta feita o cruzamento saiu da esquerda, mas Klose não conseguiu encostar. O toque saiu mal e perdeu-se mais uma grande oportunidade para a Alemanha.

No entanto, o avançado redimiu-se e na resposta a um excelente cruzamento do capitão Philipp Lahm fez mesmo o segundo. Saltou mais alto que todos e num excelente cabeceamento não deu hipótese a Schwarzer.

No segundo tempo a Austrália entrou mais atrevida e logo no início podia ter voltado ao jogo, mas o árbitro Marco Rodriguez não acedeu aos protestos dos “socceroos”, que pediram pénalti por mão de Mertesacker na área.

A Alemanha não se impressionou e naquela que foi possivelmente a melhor jogada do encontro, sempre ao primeiro toque, Mueller podia ter feito o terceiro.

A bola passou por Podolski, Klose deu para Mueller, este abriu na direita, Lahm devolveu e foi buscar mais à frente e cruzou. No centro da grande área australiana, Oezil fez a simulação e na conclusão Mueller atirou ligeiramente por cima da baliza de Schwarzer.

Se as coisas não estavam fáceis, pior ficaram para os australianos quando o capitão Tim Cahill foi expulso com um vermelho directo por falta sobre Schweinsteiger. O vermelho pareceu exagerado, mas a equipa de Pim Verbeek ficou mesmo a jogar com menos um.

Mais alguns minutos e novo desperdício de Klose. O avançado do Bayern Munique podia ter saído do encontro desta noite destacado na lista de melhores marcadores deste Mundial 2010, mas depois de mais uma combinação perfeita com Podolski atirou novamente ao lado.

O terceiro parecia apenas uma questão de tempo e chegou numa jogada de grande classe da Alemanha e uma grande finalização de Thomas Mueller. O médio do Bayern Munique recebeu na grande área, com uma finta tirou dois adversários do caminho e rematou junto ao poste, sem hipótese para o guarda-redes australiano.   

Já com Cacau em campo, por troca com Klose, a Alemanha chegou com facilidade ao 4-0. Se Klose marcou mas sobressaiu pelo desperdício, na primeira vez que tocou na bola o avançado do Estugarda colocou o seu nome na lista de marcadores do jogo. A assistência foi de Oezil e depois foi só encostar perante um desamparado Schwarzer.

Até ao fim, consumada a goleada e, até agora, o resultado mais dilatado deste Mundial, a Alemanha geriu o esforço e lidera o Grupo D com os mesmos pontos do Gana, que esta tarde venceu a Sérvia por 1-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.