O presidente da FIFA, Joseph Blatter, defendeu hoje o direito dos adeptos soprarem as vuvuzelas durante os jogos do Mundial de futebol, apesar das muitas críticas ao barulho dos instrumentos.

“Sempre disse que África tem um ritmo diferente, um som único”, disse o presidente da FIFA na sua conta de Twitter, rede social na Internet, acrescentando: “Não me parece que se deva proibir as tradições dos fãs no seu país”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.