As duas equipas ocupavam o primeiro lugar do Grupo H, ambos com uma vitória, mas o Chile, isolou-se no topo do grupo.

O golo surgiu dos pés de Mark González. Paredes desmarcou-se na direita, passou por Benaglio e cruzou para o segundo poste, onde estava González.

Nos primeiros 15 minutos, o Chile impôs-se à Suíça e foi a única equipa a criar perigo. Sanchez, aos quatro minutos, de longe fez a bola passar por cima da baliza e Vidal, aos nove, obrigou o guardião suíço a defesa apertada.

Aos 31’, o momento do jogo, com a Suíça a ficar reduzida a 10 jogadores, com a expulsão de Behrami. O jogador suíço tocou Vidal na face, numa disputa de bola, e o árbitro decidiu mostrar vermelho directo ao jogador suíço.

O Chile, em superioridade numérica, continuou a ser mais perigoso e aos 40’, remate rasteiro de Sanchez já dentro da grande área, mas Diego Benaglio a defender.

Na segunda parte, continuou a ser o Chile a equipa mais dominadora. Antes do golo da vitória, Sanchez chegou a fazer golo, mas o árbitro auxiliar assinalou fora de jogo. O remate forte foi de Sanchez, mas Mark González, em posição de fora de jogo, chegou a tocar na bola.

Aos 83', Paredes, na cara do guarda-redes, rematou ao lado. Pouco depois, a Suíça teve a melhor ocasião de golo, mas Derdiyok rematou ao lado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.