De acordo com o jornal L’Équipe, Nicolas Anelka discutiu com o treinador Domenech ao intervalo do jogo com o México [derrota da França por 2-0] e terá dito: “Vai apanhar no..., filho da...".

“Estou muito emocionado. O jogo com o México criou-nos um grande problema, ao qual juntámos mais um”, disse Evra em conferência de imprensa, acrescentando: “O problema da selecção da França não é Anelka, é o traidor que está entre nós. Devemos eliminar o traidor do grupo”.

Para o defesa lateral esquerdo do Manchester United, “não há um ratinho no balneário. Isso veio do interior do grupo, de alguém que quer ferir a equipa de França”.

“Não vamos mentir. O jornalista não inventou”, concluiu.

De acordo com a Federação Francesa de Futebol Nicolas Anelka foi excluído da selecção por se recusar a pedir publicamente desculpas pelo sucedido e vai abandonar ainda hoje a concentração da equipa na África do Sul.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.