No Mundial de 2006, na Alemanha, foram repartidos 300 milhões de dólares (cerca de 250 milhões de euros) pelas selecções finalistas, e no Mundial de 2002, na Coreia do Sul e Japão, a verba ascendeu a 199 milhões de dólares (166).

O montante que a FIFA repartirá neste Mundial multiplica por 10 aquele que foi distribuído pelas selecções que estiveram presentes no Mundial de 1982, em Espanha.

O vice-campeão receberá 24 milhões de dólares (cerca de 20 milhões de euros), os semifinalistas 20 milhões (16,7), os que alcançarem os quartos de final 18 milhões (15), os que atingirem os oitavos nove milhões (7,5) e os que disputarem a fase de grupos oito milhões (6,6).

Além disso, será entregue pela FIFA mais um milhão de dólares (cerca de 835 mil euros) a cada uma das federações participantes no torneio, como contrapartida pelas despesas com a preparação para a prova.

Por outro lado, está, também, prevista a distribuição de cerca de 40 milhões de euros pelos clubes cujos jogadores integrem o Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.