A todo o gás. Foi assim que a Alemanha entrou na partida dos oitavos de final frente à Inglaterra. A primeira oportunidade de golo pertenceu aos alemães, logo aos 5 minutos, por intermédio de Ozil com um remate cruzado a obrigar o guarda-redes David James a defesa para canto.

A Alemanha dominava a equipa inglesa nos primeiros minutos e foi sem surpresa que chegou à vantagem no minuto 20. Pontapé de baliza batido pelo guarda-redes alemão, Manuel Neuer, directo para a grande área inglesa onde Klose, aproveitando uma desatenção dos centrais ingleses e já em queda, fez o 1-0. Não há fora de jogo no golo alemão porque a bola veio directamente do guarda-redes.

O golo de Klose galvanizou os alemães, que aos 33 minutos ampliaram a vantagem para 2-0. Klose voltou a estar no lance ao desmarcar Muller, que centrou para o segundo poste, onde surgiu Podolski a finalizar de pé esquerdo, com a a bola a passar por entre as pernas de David James.

A Inglaterra ferida no seu orgulho reagiu ao domínio alemão e aos 35 minutos reduziu a desvantagem para 2-1. Canto marcado à maneira curta, Gerrard cruzou na direita, saída fora de tempo de Neuer e Upson no coração da área cabeceou para o fundo das redes.

O jogo estava relançado com a Inglaterra a anular o domínio inicial alemão. A Inglaterra começou a dar mostras do seu real potencial e começou a conquistar posse de bola. Aos 38 minutos, Lampard consegue fazer um chapéu ao guarda-redes alemão, mas o fiscal de linha anulou o lance por considerar que a bola não passou na totalidade a linha de baliza. As imagens televisivas confirmaram o erro do fiscal e a Inglaterra foi para intervalo a perder por 2-1.

Inglaterra e Alemanha prometem uma segunda parte de grande nível com o resultado a poder ser ainda discutido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.